19 março 2016

Bárbara Gancia contesta "acefalia predominante dos reaças"

:  
A jornalista Barbara Gancia rebateu em seu Facebook os comentários de que os protestos desta sexta-feira (18) são patrocinados. Ela afirmou que o que se viu na Paulista foi "um mar de gente de todas as paradas da vida".
Abaixo a postagem dela na íntegra:
Vejo, nos comentários do meu instagram, uns desmiolados afirmando que a manifestação contra o golpe (que, maliciosamente, está sendo chamada de "ato pró PT") é patrocinada artificialmente, que quem está na rua neste momento ganhou para lá estar.
Ué, metrô de graça, pago do nosso bolso, pode, né?
Só que, diferentemente do que os reaças imaginam, o que se viu hoje na av. Paulista foi um mar de gente de todas as paradas da vida.
Avenida Paulista tão lotada quanto em qualquer parada gay em que já estive, cheia de gente bacana, muitos amigos, muita criança, muito idoso que desta vez não quer se omitir e sem maioria de sindicalistas e/ou sem terra que normalmente participam dos atos do partido.
Muita gente, mas muita mesmo, como eu, que nem petista é, mas foi empurrada a tomar uma posição para não ser conivente com a acefalia predominante.
Que foi para contestar quem ainda acredita na existência de comunista comedor de criancinha ou mesmo para marcar presença contra o pensamento obtuso de uma gente que sofre de síndrome de negação aguda, e não consegue ver o que está em jogo.
E ainda, quem foi pra chamar a atenção de uma certa elite que realmente acredita que ser pobre é sinônimo de preguiçoso e burro.
Pra essa turma, o recado do Mario Magalhães: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/06/1463226-papeis-de-militares-expoem-atuacao-da-fiesp-no-golpe-de-64.shtml?cmpid=tw-uolnot

Nenhum comentário:

Postar um comentário