22 abril 2017

Batochio deve deixar defesas de Lula e Palocci

 
O advogado José Roberto Batochio, um dos principais criminalistas do País, deve deixar as defesas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-ministro Antonio Palocci, segundo aponta a colunista Mônica Bergamo.
Isso porque Palocci tem demonstrado a intenção de se tornar delator e Batochio não trabalha com clientes nessa condição. Além disso, como ele defendeu Palocci durante mais de dez anos, inclusive o absolvendo em casos importantes, como o do caseiro Francenildo Costa, ele não se sentiria à vontade para confrontá-lo caso as delações tenham como alvo o ex-presidente Lula.
"Permanecer na defesa de Lula traria um outro problema. Como é provável que Palocci, para efetivar a delação, mire seu canhão no peito do ex-presidente, Batochio seria obrigado a confrontá-lo, classificando todas as eventuais declarações do ex-ministro como mentirosas. O problema é que ele advogou para Palocci por dez anos, absolvendo-o em uma dezena de processos. E não teria como, agora, voltar-se contra ele nos tribunais", diz Mônica Bergamo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário