17 abril 2017

Meditando o Evangelho do dia - 2ª-feira na Oitava da Páscoa

Evangelho (Mt 28,8-15)

Ide anunciar aos meus irmãos que se dirijam para a Galiléia. Lá eles me verão.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 28,8-15.
 
Naquele tempo, as mulheres partiram depressa do sepulcro. Estavam com medo, mas correram com grande alegria, para dar a notícia aos discípulos. De repente, Jesus foi ao encontro delas, e disse: "Alegrai-vos!" As mulheres aproximaram-se, e prostraram-se diante de Jesus, abraçando seus pés.
Então Jesus disse a elas: "Não tenhais medo. Ide anunciar a meus irmãos que se dirijam para a Galileia. Lá eles me verão". Quando as mulheres partiram, alguns guardas do túmulo foram à cidade, e comunicaram aos sumos sacerdotes tudo o que havia acontecido. Os sumos sacerdotes reuniram-se com os anciãos, e deram uma grande soma de dinheiro aos soldados, dizendo-lhes: "Dizei que os discípulos dele foram durante a noite e roubaram o corpo, enquanto vós dormíeis. Se o governador ficar sabendo disso, nós o convenceremos. Não vos preocupeis".
Os soldados pegaram o dinheiro, e agiram de acordo com as instruções recebidas. E assim, o boato espalhou-se entre os judeus, até o dia de hoje.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Mt 28, 8-15
A ressurreição de Jesus, assim como a sua vida e a sua morte, tornou-se causa de divisão. Os que não creem fazem tudo e usam de todos os meios para negarem o fato. Apesar de saberem a verdade e as consequências que acarretariam suas mentiras, os sumos sacerdotes e os anciãos, que ouviram das únicas testemunhas do fato da ressurreição a narrativa do fato, pagam para que tudo fique oculto e a ressurreição seja negada. Mas para quem nele crê, a ressurreição é motivo de grande alegria, é motivação para que a notícia seja espalhada rapidamente, mas principalmente é ocasião para o encontro pessoal com o ressuscitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário