23 abril 2017

Ministro da Justiça de Temer pode virar réu no escândalo da carne

Beto Barata 
Michel Temer corre o risco de perder praticamente todo o seu ministério, em razão de escândalos de corrupção.
Além dos seus oito ministros investigados na Lava Jato, Michel Temer pode também ser obrigado a demitir o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, que foi intimado a apresentar sua defesa no âmbito da Operação Carne Fraca, sobre supostos pagamentos de propinas na indústria de alimentos.
Serraglio foi flagrado numa conversa em que tratava Daniel Gonçalves Filho, tido como líder da máfia dos fiscais agropecuários, como seu "grande chefe".
Segundo sua assessoria, Serraglio tentou apenas preservar os empregos de um frigorífico que seria fechado, mas sua versão pode ser contestada pela delação premiada de Gonçalves Filho.
A Polícia Federal sustenta que a máfia dos fiscais cobrava propinas das grandes empresas de alimentos e arrecadava recursos para políticos do PP e do PMDB, partido de Temer e Serraglio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário