30 junho 2017

A AÇÃO PURIFICADORA DE JESUS

A cura do leproso simboliza o anseio das multidões em busca de Jesus. O homem  prostrou-se aos pés do Senhor, suplicando-lhe a cura de seu mal. Jesus realizou seu desejo, libertando-o da doença e de suas terríveis consequências sociais e religiosas.
Toda ação de Jesus pode ser caracterizada como purificadora. A purificação mais radical dava-se em nível de pecado, raiz de toda impureza.
Entretanto, ele também purificava as pessoas dos preconceitos de que eram vítimas: os leprosos eram considerados vítimas do castigo de Deus por causa de pecados eventualmente cometidos. Purificava da marginalização religiosa: os leprosos estavam proibidos de entrar no Templo. Purificava da marginalização social: os leprosos eram obrigados a viver longe das cidades e deveriam anunciar sua presença para que as pessoas sadias evitassem o contato com eles. Purificava da perda da auto-estima: os leprosos, sem dúvida, consideravam-se o lixo da sociedade, pois assim eram tratados.
Não precisava ter lepra para carregar as estigmas que pesavam sobre os leprosos. Muitos não-leprosos eram vítimas dos preconceitos teológicos, da marginalização religiosa e social. Gente sem a menor auto-estima.
Ao se aproximarem de Jesus, viam sua esperança renascer. Todos eram purificados pela presença benéfica do Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário