13 junho 2017

"Achava que você só mentia na telinha, Miriam"

 
247 - A professora universitária Lucia Capanema Alvares, que estava no voo 6342 da Avianca, o mesmo que Miriam Leitão disse ter sido alvo de agressões verbais por militantes do PT, rebateu o artigo da jornalista publicado nesta terça-feira 13 em que ela relata o episódio.
"Achava que você só mentia na telinha, Miriam", ironiza Lucia, que lembra: "Fui a última a entrar no avião, e quando o fiz encontrei um voo absolutamente normal. Não notei sua presença pois não havia nenhum tipo de manifestação voltada à sua pessoa".
O voo saiu de Brasília para o Rio de Janeiro no dia 3 de junho, último dia do Congresso do PT que acontecia na capital federal. Miriam Leitão havia ido a Brasília gravar para a Globonews. Em sua coluna no jornal O Globo, ela conta ter sido xingada, ameaçada e chamada de "terrorista" pelos petistas.
Na semana passada, Lucia Capanema publicou uma denúncia sobre esse mesmo voo, e apontou violação aos direitos dos passageiros por conta da entrada de um agente da Polícia Federal e a filmagem de um dos funcionários da companhia de aviação.
Segundo ela, Miriam Leitão divulgou sobre o episódio uma "nota recheada de inverdades". Confira abaixo um vídeo do voo e a íntegra do relato:

Nenhum comentário:

Postar um comentário