21 julho 2017

Deus quer a misericórdia em primeiro lugar!

Tudo o que for observar da Lei de Deus coloque em primeiro lugar a misericórdia e o amor para com o próximo. "Se tivésseis compreendido o que significa: 'Quero a misericórdia e não o sacrifício', não teríeis condenado os inocentes. De fato, o Filho do Homem é senhor do sábado" (Mateus 12,7-8).
Os discípulos de Jesus caminharam em meio à plantação, sentiram fome, arrancaram as espigas de milho, debulharam e começaram a comer. Os fariseus olharam e os repreenderam, não porque estavam comendo, mas porque arrancaram, no dia de sábado, as espigas de milho para comer. Eles queriam, na verdade, chamar à atenção de Jesus, pois não estavam preocupados com a Lei de Deus ou com o coração d'Ele, porque o coração de Deus preocupa-se, acima de tudo, com a criatura que Ele mesmo fez: eu e você.
O coração de Deus é tão misericordioso, que, acima de tudo, está voltado para cuidar de nós. Muitas vezes, somos hipócritas até na vivência da religião, estamos cobrando dos outros que obedeçam mandamentos, que vivam alguma prática, porque não rezam; condenamos as pessoas e não nos preocupamos com o coração delas.
Preocupar-se com o coração das pessoas é saber da vida e da história delas, é saber o que elas passam, o que estão sofrendo. Preocupamo-nos com a fome do mundo? Preocupamo-nos com a doença das pessoas? Preocupamo-nos com o sofrimento do outro?
Não podemos viver uma religião só de preceitos, leis e mandamentos. Não precisamos mudar nenhum preceito da Lei de Deus, pelo contrário, temos de vivenciar o Espírito de toda a Lei de Deus, de todos os mandamentos d'Ele. Não precisamos mudar nenhuma página do Catecismo, porque ele é rico no ensinamento da Doutrina. Não podemos fazer uma religião que apenas explique leis e preceitos, normas, direito canônico, uma religião voltada para dogmas e ensinamentos.
Todos esses ensinamentos que aprendemos da Igreja, como nossa Mãe, têm um valor imenso, único e são caminho de salvação para nós, mas todas as Leis e mandamentos, se não forem revestidos do amor e da misericórdia, não nos salvam. Não pense que, porque cumprimos os mandamentos, não faltamos à Missa, que somos um observante da Lei de Deus.
Tudo o que for observar da Lei de Deus coloque, em primeiro lugar, a misericórdia e o amor para com o próximo. Essas brigas e disputas que existem em redes sociais, nas conversas e discussões humanas, para prevalecer quem sabe mais, quem pode mais, quem está certo, quem tem mais dogmatismo, quem tem mais conhecimento… Jesus não perdeu tempo com essas discussões. Ele gastou Seu tempo para cuidar da pessoa humana no dia de sábado, de domingo, de segunda. Todo dia é dia de salvar e resgatar o ser humano, filho de Deus sofrido, necessitado de salvação, de pão para comer, de cuidado da doença ou enfermidade. É assim que vivemos a Lei de Deus em nossa vida.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário