06 julho 2017

Janot diz que Temer lhe provocou ânsia de vômito

 
247 – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse ter-se sentido enjoado e com náuseas, após ouvir as conversas entre Michel Temer e Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, em entrevista ao jornalista Roberto D'Avila, da GloboNews, que foi ao ar na noite desta quarta-feira (5).
"Ele [Joesley] entra no palácio [do Jaburu] e grava uma conversa muito pouco republicana com o presidente, que lhe diz que aquele mesmo deputado é o interlocutor para qualquer assunto. Depois, esse deputado [Rocha Loures] acerta uma propina com o empresário e é pilhado com uma mala de dinheiro. Se isso é fraco, não sei o que é forte", afirmou.
Janot, que já denunciou Temer por corrupção passiva, defendeu sua conduta. "Eu teria que fingir que nada tinha ouvido, que nada tinha acontecido, e essas pessoas continuariam a cometer crimes, e os empresários na mesma atividade ilícita que sempre tiveram."
Ele também avisou que Temer deverá sofrer novas denúncias. "A investigação de obstrução de justiça está mais avançada que a de organização criminosa", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário