15 março 2018

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Quinta-feira da 4ª semana da Quaresma

Evangelho (Jo 5,31-47)

Jesus Cristo, sois bendito, sois o ungido de Deus Pai!
Deus o mundo tanto amou, que lhe deu seu próprio Filho, para que todo o que nele crer encontre vida eterna (jo 3,16)
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (Jo 5,31-47).

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: "Se eu der testemunho de mim mesmo, meu testemunho não vale. Mas há um outro que dá testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.
Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. Eu, porém, não dependo do testemunho de um ser humano. Mas falo assim para a vossa salvação. João era uma lâmpada que estava acesa e a brilhar, e vós com prazer vos alegrastes por um tempo com sua luz.
Mas eu tenho um testemunho maior que o de João; as obras que o Pai me concedeu realizar. As obras que eu faço dão testemunho de mim, mostrando que o Pai me enviou. E também o Pai que me enviou dá testemunho a meu favor. Vós nunca ouvistes sua voz, nem vistes sua face, e sua palavra não encontrou morada em vós, pois não acreditais naquele que ele enviou.
Vós examinais as Escrituras, pensando que nelas possuís a vida eterna. No entanto, as Escrituras dão testemunho de mim, mas não quereis vir a mim para ter a vida eterna! Eu não recebo a glória que vem dos homens. Mas eu sei que não tendes em vós o amor de Deus. Eu vim em nome do meu Pai, e vós não me recebeis. Mas, se um outro viesse em seu próprio nome, a este vós o receberíeis.
Como podereis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Deus? Não penseis que eu vos acusarei diante do Pai. Há alguém que vos acusa: Moisés, no qual colocais a vossa esperança. Se acreditásseis em Moisés, também acreditaríeis em mim, pois foi a respeito de mim que ele escreveu. Mas se não acreditais nos seus escritos, como acreditareis então nas minhas palavras?"
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
A GLÓRIA PROVINDA DO PAI - O testemunho de Jesus vem de Deus. O Filho revela aos homens o rosto do Pai por meio das obras e das palavras. Jesus ensina que reconheceremos a Verdade suprema quando deixarmos de nos vangloriar e centrarmos nossa vida nas escolhas que dão sentido ao que somos. Não adianta ler, estudar a Palavra e meditá-la, se não estivermos convicto de que Deus é o protagonista da criação. O amor de Deus é o resumo da ação de Jesus e deve ser também a de seus seguidores. Se não anunciarmos o amor com testemunhos concretos em obras, seremos apenas seguidores de ideologias, e não do Deus da Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário