18 julho 2018

Consagração ao Anjo da Guarda

Santo Anjo da Guarda, que me foi concedido, desde o início de minha vida, para meu protetor e companheiro, quero eu, (dizer o nome) , pobre pecador, consagrar-me hoje a vós, na presença do meu Senhor e Deus, de Maria, minha Mãe Celestial, e de todos os anjos e santos.
Quero hoje vincular-me a vós para de vós nunca mais me separar.
Nesta minha íntima união convosco, prometo ser sempre fiel e obediente ao meu Senhor e Deus e à Santa Igreja.
Prometo confessar sempre Maria como minha Rainha e Mãe e fazer da sua vida o modelo da minha. Prometo confessar a minha fé em vós, meu santo protetor, e promover zelosamente a devoção aos santos anjos como sendo, de maneira especial, a proteção e o auxílio para estes dias de luta espiritual pelo Reino de Deus.
Peço-vos, Santo Anjo do Senhor, toda a força do amor divino, para que eu seja por ele inflamado; peço-vos que esta minha união convosco seja para mim escudo protetor contra os ataques do inimigo.
Peço-vos, enfim, Santo Anjo da Guarda, a graça da humildade da Santíssima Virgem, para que eu seja preservado de todos os perigos e, por vós guiado, alcance a Pátria Celestial.
Amém.

O Senhor não rejeita o seu povo!

Deus faz morada nos corações humildes!

Deus não está nos sábios nem nos entendidos, mas nos corações pequenos, nas almas humildes. "Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos". (Mateus 11,25).
O coração de Jesus está louvando, agradecendo, bendizendo, adorando e glorificando o Pai, porque Ele realiza maravilhas no meio de nós. E qual é a grande maravilha que o Pai faz? Ele habita no meio de nós, está morando entre nós. Onde o Pai mora? Onde o nosso Deus mora e habita?
Ele não está nos sábios nem nos entendidos, mas nos corações pequenos, nas almas humildes, naquele que se faz pequeno. É ali que o Deus grande habita. É bom parar para escutar pessoas sábias, entendidas, cheias de conhecimentos, de ciências e coisas teóricas para nos ensinar.
Encontramos sabedoria humana, mas não encontramos Deus, não encontramos a paz nem a presença amorosa do Senhor no meio de nós. Precisamos ser o lugar da morada do Senhor, que habita em nós quando a nossa alma se torna verdadeiramente humilde.
Ser humilde não é fácil. Podemos até nascer humildes, mas à medida que vamos caminhando nas estradas da vida, vamos acumulando os orgulhos do mundo. Às vezes, os nossos pais têm excesso de orgulho de nós, e assim o nosso orgulho incha, cresce e vamos aprendendo a acumulá-lo, a ser melhor nisso e naquilo. Alguns dizem: "Conquistei isso e aquilo. Eu sou assim. Eu descobri. Eu sei. Eu posso". Essas são as vantagens humanas, as vanglórias do mundo, a soberba humana, mas o pior de tudo são as vaidades da vida.
As vaidades deslumbram o nosso olhar e nos enchem do orgulho do mundo. Para nos encontrarmos com o Senhor da vida, para que Ele faça morada em nós, é preciso desfazer essa tenda que o orgulho criou em cima de nós.
"Eu te louvo e te bendigo, Pai, porque o Senhor faz morada no meio de nós. E onde te encontro? Encontro-te em mim, no meu irmão e nas pessoas que se fazem pobres e humildes de coração, porque ali é o lugar da Sua morada.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (18/07/18)

A simplicidade é fruto de uma complexidade inteligente, descomplicada, desburocratizada e eficiente. Naquele dia Jesus louvou o Pai, na força do Espírito e disse: "Eu Te louvo porque escondeste o essencial aos sabidos, aos entendidos e revelastes aos simples. Sim Pai, foi do Teu agrado! Tudo me foi entregue por meu Pai". E ninguém conhece o Filho a não ser o Pai e aí ninguém conhece o Pai senão o Filho é uma engrenagem aparentemente complexa, a da Santíssima Trindade, o Pai é o amante, o Filho é o amado e o Espírito Santo é o amor do Pai e do Filho. Parece indecifrável, parece complicado, mas não é. Deus é Trino e é Uno, assim como 1 x 1 x 1 é igual a 1, simples assim. (Mt 11,25-27)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Quarta-feira da 15ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 11,25-27)

Escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 11,25-27.

Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: "Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
OS SÁBIOS E OS PEQUENINOS - O Evangelho de hoje vem nos falar sobre o conhecimento de Deus, e a sua transcendência naqueles que vivem sua missão. Na missão, o próprio Jesus fez-se pequeno, para que pudesse mostrar a grandeza do Pai em seus mistérios. Assim como Jesus e o Pai viveram uma perfeita sintonia, somos convidados a vivermos essa sintonia com Jesus, na qual por nossas palavras e atitudes iremos deixar transparecer em nossa vida o próprio Jesus. A maior missão de conhecer a Deus é reconhecer seus ensinamentos e praticá-los.

17 julho 2018

Pense nisso!

Não se cansem de trabalhar por um mundo mais justo e solidário, lembre-se, que tudo aquilo que se compartilha, se multiplica!
Papa Francisco

MINHA FOTO MINHA ARTE!

Não deixe para amanhã o sorriso que você pode dar hoje...

O Senhor estabelece sua cidade para sempre!

O grande milagre é ter a vida transformada por Deus!

As pessoas querem milagres, curas e coisas mágicas, mas o maior milagre é a conversão e a mudança de vida. "Jesus começou a censurar as cidades onde fora realizada a maior parte de seus milagres, porque não se tinham convertido".
(Mateus 11,20).
As pessoas querem milagres, curas e coisas mágicas, mas o maior milagre é a conversão e a mudança de vida. O milagre não é o espetáculo realizado em nome da fé, mas a nossa vida transformada.
Olhamos para a vida dos santos e queremos os milagres. Muitas vezes, as pessoas procuram santos que nem conhecem a história, mas sabem que ele realiza milagres, a causa dos impossíveis, as causas difíceis. Entretanto, precisamos olhar o milagre que Deus realizou na vida daquele santo, daquele homem e daquela mulher. Quando olhamos para a vida deles e vemos o que Deus fez, dizemos: “Realiza-se em mim, Senhor”.
O nosso impossível, as nossas causas difíceis estão projetadas, muitas vezes, em conquistas materiais, são dívidas que temos para pagar, situações que temos para resolver, curas que temos de alcançar. Às vezes, até conseguimos essas coisas, mas o essencial não se realizou.
Jesus está censurando as cidades onde Ele realizou boa parte de Seus milagres, pois as pessoas não compreenderam nem mergulharam na essência dos Seus milagres. Por isso, Jesus vai realizar pouquíssimos prodígios nessas cidades, como muitas vezes Ele não vai os realizar no nosso meio como muitos querem que aconteça.
Nossos olhares querem coisas mágicas no Céu, nossos olhares estão em busca de coisas extraordinárias. E não há nada mais extraordinário do que vidas convertidas e transformadas!
Quando eu olho para Francisco de Assis, nunca pedi uma graça para ele, mas eu só olho para ele e fico admirado, fico olhando e penso: “Que milagre é esse homem! O que ele era e o que se tornou depois que se encontrou com Jesus!”. Quando eu olho para Inácio de Loyola ou para Paulo, que era Saulo e se transformou.
Quando olho para a minha vida, encontro nela o milagre de Deus? Ele tem feito o milagre da transformação na minha vida? Eu vejo muitas convicções mudadas, mas eu sei que preciso que Deus realize o Seu milagre em mim. Eu não peço nada de material, não peço para Ele nada que seja focado em necessidades humanas. A minha humanidade tem sede de conversão, de santidade e mudança de santidade de vida. É esse milagre que eu quero e preciso a cada dia da minha vida.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (17/07/18)

Receber milagres e prodígios é uma graça, mas não garante a salvação; os milagres são sinais para a conversão. Jesus fez muitos milagres; onde ele passava realizava prodígios, mas muitas cidades por onde Ele passou, não se converteram; Ele mesmo adverte: "Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida!" E poderia dizer: "Ai de ti, Nazaré!" Sua terra natal, aonde realizou poucos sinais; porque aquele povo não tinha fé; mas em lugares onde ele realizou muitos sinais, muitos também não tinham fé. Ele diz: "Ah, se esses milagres tivessem sido feitos em Tiro e Sidônia, teriam se convertido, teriam feito penitência." É preciso receber sinais, prodígios e milagres e converter o coração. (Mt 11,20-24)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Terça-feira da 15ª Semana do Tempo Comum

Memória do Beato Inácio de Azevedo, Presbítero e Mártir.

Evangelho (Mt 11,20-24)

No dia do julgamento, Tiro e Sidônia serão tratadas com menos dureza do que vós.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 11,20-24.

Naquele tempo, Jesus começou a censurar as cidades onde fora realizada a maior parte de seus milagres, porque não se tinham convertido.
"Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se os milagres que se realizaram no meio de vós, tivessem sido feitos em Tiro e Sidônia, há muito tempo elas teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e cobrindo-se de cinza.
Pois bem! Eu vos digo: no dia do julgamento, Tiro e Sidônia serão tratadas com menos dureza do que vós. E tu, Cafarnaum! Acaso serás erguida até o céu? Não! Serás jogada no inferno! Porque, se os milagres que foram realizados no meio de ti tivessem sido feitos em Sodoma, ela existiria até hoje! Eu, porém, vos digo: no dia do juízo, Sodoma será tratada com menos dureza do que vós!"
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
IMPENITÊNCIA CENSURADA - No Evangelho, acompanhamos o descontentamento de Jesus com algumas cidades que, recebendo e presenciando tantos milagres, não mudaram suas atitudes. Foram realizados inúmeros sinais, mas eles continuam da mesma forma sem se converterem. Jesus mostra o descontentamento com o povo que permanece indiferente à ação de Deus, trazendo a nós esse questionamento de quantos sinais recebemos de Deus e não nos convertemos. Pensemos na ação de Deus em nossa vida e busquemos uma mudança de atitude.

16 julho 2018

Pense nisso!

É graça divina começar bem,
graça maior persistir na caminhada certa,
e graça das graças é nunca desistir.
Dom Hélder Câmara

O Senhor se lembrou de mostrar sua bondade!

Paróquia de Nossa Senhora dos Aflitos.

AGENDA DA SEMANA:
• 16/07(SEGUNDA)
- 12h = Programa radiofônico "Evangelho do dia".
- 17h30 = Missa na comunidade rural Flores.
- 19h = Grupo de perseverança da RCC no Centro Paroquial.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos com a presença do Terço dos Homens.
• 17/07(TERÇA)
- 12h = Programa radiofônico "Evangelho do dia".
- 17h = Missa na comunidade rural Batalha.
- 19h = Grupo de intercessão da RCC.
- 19h = Ministério de Cura e Aconselhamento na matriz.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 18/07(QUARTA)
- 8h30 = Atendimento aos enfermos nas residências.
- 12h = Programa radiofônico "Evangelho do dia".
- 17h = Missa na comunidade rural Piedade.
- 19h = Grupo de Oração da RCC na matriz.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 19/07(QUINTA)
- 7h às 12h = Adoração ao santíssimo sacramento na matriz.
- 8h30 = Confissões Individuais na sala Ir. Dione.
- 12h = Programa radiofônico "Evangelho do dia".
- 12h = Missa da Hora da Graça na matriz.
- 17h = Missa na comunidade rural São Francisco.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 20/07(SEXTA)
-12h = Programa radiofônico "Evangelho do dia".
- 15h = Hora da Divina misericórdia na matriz.
- 17h30 = Missa na comunidade rural Timbaubinha.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos com a presença do Terço das Mulheres.
- 19h = Abertura do retiro espiritual do ECC na matriz.
• 21/07(SÁBADO)
- 10h = Batizados na matriz.
- 14h30 = Segundo dia do retiro espiritual do ECC no CEMNA.
- 15h = Preparação de pais e padrinhos para o batismo.
- 17h = Missa na comunidade rural Barra de São Pedro.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 22/07(DOMINGO)
(Terceiro dia do retiro espiritual do ECC).
- 7h e 19h = Missa Dominical na Matriz.
- 9h = Batizados na matriz.
- 9h30 = Missa na Capela de Santa Cecília.
- 9h30 = Programa radiofônico "Em sintonia com Deus".
- 16h = Missa na comunidade rural Barra de Baixo.
- 17h = Missa na comunidade rural Assembleia.

Encontramos em Maria o referencial de entrega a Deus!

Olhamos para Maria e encontremos nela o referencial da vontade que se desdobra para encontrar em Deus uma vontade realizada. "Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe" (Mateus 12,49-50).
Celebrando, hoje, a memória festiva de Nossa Senhora do Carmo, o Evangelho propício para nós nos coloca Jesus merecendo Sua Mãe e aqueles que fazem a vontade do Pai.
Alguns, talvez, olhem para esse Evangelho e digam: "Jesus está desmerecendo Sua Mãe. Ele não deu atenção para ela". Pelo contrário, o merecimento da Mãe de Jesus não está no fato de ela ter gerado Jesus, é uma graça sublime e única, pois ela poderia ter gerado como muitas mães geram seus filhos e depois dizem: "Eu não quero saber. Quero viver minha vida". Maria não só gerou fisicamente, mas se tornou inteiramente o lugar da morada de Deus.
Maria é para nós um sinal no mundo em que vivemos, onde precisamos fazer uma oblação na nossa vontade, porque estamos cheios de vontade própria, vivemos em função de nossas vontades, fazemos o que queremos e somente isso nos realiza, por isso somos pessoas tão pouco realizadas e felizes naquilo que projetamos para a nossa vida.
Projetamos a nossa vida em prol das nossas vontades próprias. Nossas crianças estão formadas para serem cheias de vontades. A juventude é o tempo da ganância, da vontade.
Olhemos, hoje, para Maria, e encontremos nela o referencial da oblação, da vontade que se desdobra e, muitas vezes, quebra-se para encontrar em Deus uma vontade realizada, uma vontade que tem gosto pelas coisas de Deus, gosto pelo que é do Céu, em fazer o bem ao próximo.
Quando somos cheios de má vontade ou a nossa vontade se torna má, perdemos o gosto pelas coisas de Deus, perdemos o gosto pelo bem, porque somos cercados pelo nosso orgulho e egoísmo.
Permitamos que Deus faça em nós o que fez em Maria: "Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a sua vontade" (Lucas 1,38). Que a nossa vontade se preencha da vontade de Deus.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (16/07/18)

Maria seguia Jesus não porque Ele era seu filho, mas porque ela era discípula do Filho de Deus. Naquele dia ela foi à pregação de Jesus e alguém imaginando que ela estivesse ali porque era a mãe do Pregador quis dizer para Jesus: "Olha, Tua mãe tá aí também." Como se isso fosse um status para Maria. E Ele conhecendo sua mãe e as motivações do coração de sua mãe, que era a primeira Cristã, que era discípula que seguia o reino de Deus, Ele disse: "Quem é minha mãe? A minha mãe são todos os que fazem a vontade de Deus." Como dizendo: "A minha mãe está aqui porque ela quer ouvir a pregação e não, simplesmente, porque ela é a mãe do Pregador. (Mt 12,46-50)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da 15ª Semana do Tempo Comum - Segunda-feira

Hoje a Igreja celebra a memória litúrgica de Nossa Senhora do Carmo.
 
Evangelho (Mt 12,46-50)

E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: 'Eis minha mãe e meus irmãos'.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 12,46-50

Naquele tempo, enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. Alguém disse a Jesus: "Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo".
Jesus perguntou àquele que tinha falado: "Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?" E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: "Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
A FAMÍLIA DE JESUS - Na festa de Maria, sob o título de Senhora do Carmo, recordamos ao profeta Elias, que, contemplando os mistérios de Deus, torna-se incansável defensor do único Deus de Israel. Nesse título mariano, concebemos a mãe que se coloca a contemplar tudo o que Deus coloca em seu caminho, e no silêncio permite Deus agir em sua vida. No Evangelho, vemos que todo aquele que ouve e pratica a Palavra de Deus, torna-se da família de Jesus. Desse modo, abramos nosso coração, para que, como Maria, saibamos acolher os propósitos de Deus em nossa vida, e assim sermos considerados da família de Jesus.

15 julho 2018

Terceira semana de Peregrinação de Nossa Senhora dos Aflitos:

Dia 16/07 - Residência de  Iraci e filhos, Rua Manoel Pereira Filho 58 - Bairro Santa Cecília.
Dia 17/07 -  Rua Pedro Velho, Casas do Projeto da Caixa, nas proximidades da residência de Erinaldo da Banda E2.
Dia18/07 - Residência do casal Zé do rádio e Maria de Chico Novo, Rua Sandoval Araújo 55, próximo a Alex do cal - Bairro Santa Cecília.
Dia 19/07 - Residência de Luciano Renato (neto de Manoel Carneiro), Rua Amaro Cavalcanti - Bairro Vila do Rio.
Dia 20/07 - Residência de Magna (neta de Chico Novo) e Damião, Rua Coronel João Florêncio 531 - Bairro São José.
Dia 21/07 - Residência de Sebastião da Serraria e Nini, Rua Martins Soares Dutra - Bairro Santa Cecília.

14 julho 2018

MINHA FOTO MINHA ARTE!

VINDE VINDE POVO SANTO!

Reina o Senhor, revestiu-se de esplendor!

Jesus nos conhecerá diante do Pai quando nós O reconhecermos!

Jesus nos conhecerá diante do Pai quando nós O reconhecermos na nossa vida, nos nossos atos, nas nossas atitudes. "Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus" (Mateus 10,32-33).
Há uma cena que precisa estar gravada em nossa mente, na nossa fantasia e dentro do nosso coração. Quando partirmos desta vida, iremos para o tribunal de Deus; e diante desse tribunal, estará Jesus nos apresentando ao Pai, dizendo: "Esse é meu discípulo. Esse faz parte do meu Reino. Vinde, abre as portas para ele".
Outra cena, que pode acontecer, é Jesus dizer diante do tribunal: “Pai, esse eu não conheço. Esse nunca se declarou para mim”. Podemos até dizer: “Senhor, eu estava lá, eu tinha o terço na mão. Eu ia às missas. Eu comungava. Eu fazia parte do grupo de oração. Eu fazia parte do apostolado. Eu falava em Seu nome. Eu partilhava as homilias diárias. Eu rezava mil Ave-Marias”.
Jesus nos conhecerá diante do Pai quando nós O reconhecermos na nossa vida, nos nossos atos, nas nossas atitudes, em tudo aquilo que fizermos, quando não tivermos vergonha de ser discípulos d'Ele nem de declarar o nosso amor por Ele. Não estou falando de pieguismo ou exageros, mas de testemunho de vida, de não termos medo nem vergonha de testemunhar que amamos Jesus, que a nossa vida tem sido transformada e mudada por Ele, por isso somos diferentes.
No nosso trabalho, onde nos encontramos, onde estamos, muitas pessoas não creem da mesma forma que nós cremos. Não precisamos julgar nem condenar ninguém, precisamos dar testemunho de vida. Na nossa família, muitos não conhecem ou, se conhecem, não seguem Jesus. É o lugar do testemunho de vida e de coerência. Muitas pessoas deixam de segui-Lo, porque os discípulos de Jesus não dão testemunho, não testemunham com a própria vida o amor a Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.
Alguns comportamentos são fundamentais, não nos deixemos corromper. Em um mundo onde é muito comum as falcatruas e vantagens, a melhor maneira de testemunhar Jesus é não se deixar contaminar por essa mentalidade. Num mundo onde as pessoas profanam tudo, onde a maldade está presente nas mínimas relações, não faça a mesma coisa, seja diferente, porque vai ser diferente a forma como Jesus vai nos apresentar ao Pai no dia do julgamento. "Sim, meu Pai, esse eu conheço. Esse não me negou nem me renegou, é meu discípulo".
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (14/07/18)

Para vencer a corrupção é preciso praticar a transparência; os corruptos tem mil estratégias para deixar as coisas na penumbra. Jogam areia, fabricam névoa, apagam as luzes, distorcem as informações, jogam a sujeira para debaixo do tapete, adotam medidas protelatórias: "deixa para amanhã", confundem as frases, multiplicam os discursos. Estas são estratégias muito conhecidas dos filhos do Demônio, que é o primeiro corrupto, é o pai da mentira, o príncipe das Trevas, o que gosta mesmo de escuridão. E qual seria o melhor exorcismo contra a corrupção? Acender as luzes, praticar a transparência, denunciar, delatar; por isso as redes sociais, os instrumentos de comunicação são o terror do demônio da corrupção. (Mt 10,24-33)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho do Sábado da 14ª Semana do Tempo Comum

A Igreja recorda hoje a memória de São Camilo de Lellis, fundador dos Camilianos.

Evangelho (Mt 10,24-33)

Não tenhais medo daqueles que matam o corpo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 10,24-33.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “O discípulo não está acima do mestre, nem o servo acima de seu senhor. Para o discípulo, basta ser como o seu mestre, e para o servo, ser como o seu senhor. Se ao dono da casa eles chamaram de Belzebu, quanto mais aos seus familiares!
Não tenhais medo deles, pois nada há de encoberto que não seja revelado, e nada há de escondido que não seja conhecido. O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados! Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma! Pelo contrário, temei aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno!
Não se vendem dois pardais por algumas moedas? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. Quanto a vós, até os cabelos da cabeça estão todos contados. Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais.
Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
O MODELO DO DISCÍPULO - No Evangelho, temos algumas orientações de Jesus aos discípulos. A intenção dele é mostrar e ensinar que o Mestre é só um, e que os discípulos são aqueles que o desejam imitar. Ser discípulo não é representar o Mestre, nem ser maior que o Mestre, mas sem converter-se no Mestre, buscando viver como ele viveu, tendo as mesmas atitudes que ele teve. O discípulo não teme pela perda de sua vida, pois sabe que, pela fidelidade à missão, será recompensado; mas seu maior temor é no desejo de preservar a vida, afastar-se da missão e perder a vida eterna.

13 julho 2018

Oração à Senhora Sant'Ana

Senhor, Deus de nossos pais, que concedestes a Sant'Ana a graça de dar a vida à mãe de vosso filho Jesus, olhai por todas as famílias que lutam para sobreviverem e que se encontram em grandes dificuldades de relacionamentos. Que os lares sejam lugares abençoados e plenos de acolhimento e de compreensão.
Sant'Ana, padroeira de Caicó/RN, olhai para as crianças, acompanhai os adolescentes e jovens, amparai os idosos e doentes de nossa sociedade.
Que todas as pessoas possam contar sempre com as bênçãos de vossa proteção. Sant'Ana, eu ainda vos peço (fazer o pedido); neste dia dai-me a graça que tanto necessito.
Sant'Ana, rogai por nós!
Amém

Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa, porque a minha boca anunciará sempre o vosso louvor...

A prudência e o discernimento são dons do Espírito Santo!

Deixemos que Deus descomplique aquilo que está confuso dentro de nós, para que tenhamos sempre discernimento e prudência. "Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, portanto, prudentes como as serpentes e simples como as pombas" (Mateus 10,16).
Ninguém conhece melhor o mundo do que Deus, o Senhor da nossa vida. Ele sabe, mais do que ninguém, como o mal entrou no mundo, como o mal está pervertendo as relações humanas, mas nós precisamos estar neste mundo, contudo, não podemos ser contaminados por ele. Precisamos estar neste mundo como ovelhas no redil de Jesus.
Jesus nos dá duas receitas muito práticas para não nos perdermos neste mundo. A primeira delas, com certeza, é a prudência. Não pode faltar prudência a um filho de Deus, não pode faltar prudência a um discípulo de Jesus. A prudência é, acima de tudo, ter a mente em alerta, o cuidado do que pode e do que não pode. Não podemos ser ingênuos e achar que, porque Deus está conosco, estamos livres de qualquer mal, que nada vai nos acontecer, que as pessoas são boazinhas. Há prudência no que falamos, com quem conversamos, naquilo que dizemos e fazemos, a hora e o momento. Muita coisa se perde por falta de prudência e cuidado.
Ser prudente não é ter medo exagerado – "Nada eu posso!". A prudência é saber fazer as coisas certas na hora certa e do modo certo. Para que sejamos prudentes, precisamos nos aplicar na arte evangélica do discernimento, que é dom do Espírito Santo, pois é Ele que nos ajuda a distinguir o que parece ser a vontade de Deus, mas não é; o que parece ser de Deus, mas não é d'Ele; o que parece ser bom, tem aparência de bom, mas, no fundo, não é bom.
É a prudência que freia os impulsos da alma e do coração, porque estamos cheios de boa vontade, mas só ter boa vontade não basta, é preciso ter discernimento. Quanto mais nos aplicarmos em discernirmos as coisas, mais prudência teremos naquilo que realizamos.
Para ter prudência e discernimento é preciso ser simples como as pombas. Quanto mais complicados formos, menos prudência teremos; quanto mais nos enchemos de orgulho, de soberba e complicações, mais dificuldade temos em discernir o que é certo do que é errado, o que convém do que não convém.
Não compliquemos nem sejamos complicados. Deixemos que Deus descomplique aquilo que está confuso dentro de nós, para que tenhamos sempre discernimento e prudência no que devemos realizar.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis, acendei neles o fogo do vosso amor, enviai o vosso Espírito, e tudo será criado e renovareis a face da terra.

 
 
 
 

#minisermao (13/07/18)

Para administrar os conflitos é preciso ser simples, mas não ingênuo; é necessário ser esperto, mas não corrupto. Este é o conselho de Jesus. Diante dos lobos, do dia a dia, simplicidade e sabedoria, esperteza. Para administrar os negócios, o seu empreendimento, é preciso simplicidade, muita burocracia vai levar você a falência. A simplicidade é a virtude dos complexos, das pessoas que adquiriram a sabedoria total e por isso podem falar menos, podem até agir menos, mas fazer muito; é preciso ser simples, como Jesus foi simples; é preciso ser esperto, como Ele também foi. (Mt 10,16-23)
Pe. Joãozinho.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Sexta-feira da 14ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 10,16-23)

Não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 10,16-23.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, portanto, prudentes como as serpentes e simples como as pombas. Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas.
Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós.
O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. Vós sereis odiados por todos, por causa de meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. Em verdade vos digo, vós não acabareis de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do Homem.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
OS PERCALÇOS DA MISSÃO - Jesus enviou seus discípulos em missão, para anunciarem que o Reino de Deus está próximo. No Evangelho, ele continua a dar orientações aos discípulos, para que não se detenham nas dificuldades. Orienta, pedindo que não sejam ingênuos, mas espertos diante das ciladas e perigos que se apresentarem. Jesus envia-os como cordeiros em meio aos lobos, mostrando que, por mais difícil que se apresente a missão, eles não devem perder a mansidão e bondade, que são próprias do cordeiro. Sejamos perseverantes na missão, sem deixar que os obstáculos nos esmoreçam.

12 julho 2018

Sobre nós iluminai a vossa face e, então, seremos salvos, ó Senhor!

Precisamos conhecer o toque da graça de Deus!

Quantos estão mortos para a graça sem conhecer um Deus que está próximo de nós, um Deus que está ao nosso lado, amando-nos!
"'O Reino dos Céus está próximo'. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!" (Mateus 10,7-8).
Precisamos anunciar a proximidade do Reino de Deus, pois ele está ao nosso alcance, não está longe de nós nem do mundo em que estamos. É verdade que temos um mundo muito distante de Deus.
Deus é uma beleza sem igual, porque, enquanto corremos e nos afastamos d’Ele, Ele está sempre nos procurando, está sempre próximo de nós. Eu escuto pessoas reclamando: "Eu sinto Deus distante. Onde Ele está, que eu não O encontro? Não O vejo próximo de mim".
Não é Deus quem está longe de nós, somos nós que nos afastamos d'Ele, somos nós que fazemos opções; e o nosso coração se enche das coisas deste mundo, que vai esvaziando o nosso coração, vai tirando o ardor da graça em nós. O nosso coração, realmente, afasta-se do Senhor, porque nos enchemos das coisas mundanas, por isso que a ordem de Jesus é justamente: curar as doenças que o mundo foi colocando em nós, sobretudo, as doenças emocionais.
As nossas emoções estão tocadas por uma dose exacerbada de egoísmo, orgulho, soberba, ressentimentos e mágoas. Isso vai tornando o nosso corpo, o nosso físico, a nossa mente doente e enferma. Precisamos do toque da graça de Deus para sermos curados, para ressuscitar o que está morto em nós, ressuscitar a graça de Deus que, muitas vezes, está paralisada em nossa vida.
Quantos estão mortos para a graça sem conhecer um Deus que está próximo de nós, um Deus que está ao nosso lado, amando-nos. O nosso coração, muitas vezes, está totalmente distante d'Ele. É necessário expulsar todos os demônios que estão atormentando a nossa mente, a nossa vida, sobretudo, afastando-nos da presença do Senhor.
Por fim, purificai os leprosos, purificai a nossa alma das sujeiras, das imundices e dos maus pensamentos, dos ressentimentos e das mágoas.
Purificai, Senhor, as nossas intenções daquelas maldades que vão se aninhando dentro de nós, que vão nos sujando por dentro. Às vezes, por fora, parece que estamos limpos e bonitos, mas tem muita coisa velha e estragada dentro de nós precisando ser purificada.
Aproximar-se do Reino de Deus é permitir que ele aconteça em nossa vida.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (12/07/18)

Para ser feliz é necessário levar uma vida simples e sóbria, sem os desnecessários pesos do acúmulo de bens, poderes e afetos. Certa ocasião Jesus deu um conselho para os seus discípulos, para os seus missionários: "Quando forem pelo caminho, não levem ouro, prata, dinheiro, sacola, muita roupa, muito sapato, muitas coisas que você, na verdade, não irá usar; tudo isso pesa e torna o caminho mais lento e triste." É preciso viver esta pobreza espiritual, de quem tem o necessário, aquilo que é suficiente para uma vida digna, para viver bem e ser feliz. Mt 10,7-15)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Quinta-feira da 14ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 10,7-15)

De graça recebestes, de graça deveis dar!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 10,7-15.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Em vosso caminho, anunciai: 'O Reino dos Céus está próximo'. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!
Não leveis ouro nem prata nem dinheiro nos vossos cintos; nem sacola para o caminho, nem duas túnicas nem sandálias nem bastão, porque o operário tem direito a seu sustento. Em qualquer cidade ou povoado onde entrardes, informai-vos para saber quem ali seja digno. Hospedai-vos com ele até a vossa partida.
Ao entrardes numa casa, saudai-a. Se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz. Se alguém não vos receber, nem escutar vossa palavra, saí daquela casa ou daquela cidade, e sacudi a poeira dos vossos pés. Em verdade vos digo, as cidades de Sodoma e Gomorra serão tratadas com menos dureza do que aquela cidade, no dia do juízo.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
O REINO CHEGOU - No Evangelho de hoje, temos Jesus, que envia os seus discípulos para anunciarem que o Reino de Deus está próximo. Sendo mais objetivo, o envio dos discípulos é feito primeiramente para irem ao encontro dos filhos rebeldes e trazê-los de volta à casa. No envio, também podemos perceber o despojamento que Jesus propõe ao missionário, o qual deve sair confiante e apegado unicamente à graça divina. O Senhor ainda hoje continua a enviar o seu povo para anunciar a proximidade do Reino. Que saibamos ouvir os clamores de Deus na realidade de hoje.

11 julho 2018

Pense nisso!

Ei você, seja luz para alguém.
Por onde passar, não passe em branco, coloque cor, coloque brilho, azul, amarelo, tanto faz, a cor na verdade é o que menos importa.
Brilhe pra fazer brilhar, ilumine pra servir de luz pra alguém.
Sabe quando falamos daquela luz no fim do túnel? Então, ela pode ser você.
Alguém em meio a tanta gente nesse mundo pode estar precisando do seu brilho e nem precisa ter tanto watts de potência, basta acender.
Tem tanta gente nesse mundo que olha sem enxergar, que fala sem dizer. É tanta gente precisando de uma palavra amiga, de um conselho, de um sermão até. Mas que faça luz por onde estiver.
Você também não precisa estar brilhando o tempo todo para poder ajudar, você não precisa estar iluminado para iluminar.
Você pode oferecer um abraço, uma palavra ou até o seu silêncio.
Você pode oferecer aquilo que tiver, ninguém é tão desprovido que não tenha nada para dividir.
Ninguém é tão ruim, que não tenha nada de bom para entregar.
Olha pra você, se está feliz, faça feliz. Se está triste, faça aos outros mais feliz ainda e isto voltará para você.
A luz que você doa é a mesma luz que te clareia no fim da noite.
Doe, ilumine, brilhe, faça os outros brilharem e quando a sua luz estiver pra se apagar, você vai ter um mundo disposto a te clarear.

Eu sou barro, e você, Senhor, o oleiro. Faça de mim o que quiser!

Buscai constantemente a face do Senhor!

Jesus busca a ovelha que está distante da casa do Pai!

No coração da Igreja, enquanto houver uma ovelha distante, não podemos estar sossegados. "Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! Em vosso caminho, anunciai: 'O Reino dos Céus está próximo'" (Mateus 10,6-7).
O Mestre Jesus não descuida da ovelha que está perdida, pelo contrário, a sua preocupação, primeiramente, é com aquela que está afastada e distante da casa do Pai. Não podemos deixar de lado todos aqueles que estão se perdendo ao longo dos caminhos da vida.
Quando nos encontramos perdidos, Deus está nos procurando, querendo nos encontrar, porque Ele não nos quer perdidos, Ele nos quer encontrados, sobretudo, que nos encontremos com Ele, com a vida.
Quantas vezes nos perdemos nos caminhos da vida, perdemo-nos em nossos pensamentos, nos nossos sentimentos e afazeres, diante de tantos questionamentos e situações da vida. Perdemo-nos diante de tantas nebulosidades que enfrentamos ao longo da caminhada.
Precisamos parar, respirar fundo, sempre olhar para Jesus e não tirar d'Ele o nosso olhar. Jesus não nos perde, somos nós que nos perdemos d'Ele. A missão de cada um de nós é buscar as ovelhas perdidas da casa de Israel, a casa do Senhor, o coração da Igreja.
No coração da Igreja, enquanto houver uma ovelha distante, não podemos estar sossegados. Por isso, onde nós estivermos, precisando encontrar Deus, seja trabalhando, exercendo a nossa missão, a começar pela nossa casa, pela nossa família, pois há muitos perdidos no meio de nós, muitos que estão à procura de um sentido para a vida.
Não podemos julgar nem condenar as pessoas. Não podemos nos afastar delas. Não podemos tratar com desprezo e menosprezo aquele que vive uma situação de vida que, muitas vezes, não achamos correta. Aquele que não vai à igreja, que não vai à casa de Deus, não o podemos olhar como um condenado, mas como uma ovelha a ser encontrada.
Hoje, estou aqui, mas poderia também não estar. Poderia estar perdido e distante. Quem foi encontrado hoje poder estar perdido amanhã; quem está perdido hoje é uma ovelha a ser encontrada hoje e amanhã. O nosso apostolado é o apostado da misericórdia, é o apostolado daquele que vai procurar a ovelha do Senhor mais perdida, mais distante, que não desiste, não desanima nem desacredita.
Precisamos anunciar para todos que o Reino dos Céus está próximo.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (11/07/18)

O combate espiritual deve fazer parte das lutas do dia a dia; acredite: em Cristo temos autoridade para expulsar o mal. Demônio é como um leão que está ao nosso redor, rugindo, querendo nos devorar; se nós nos acovardamos, ele cresce, aparece e nos devora. Mas se nós determinamos que ele ocupe o seu lugar, o mentiroso, o corrupto não consegue suportar a luz, porque as suas fragilidades, a sua mediocridade é revelada e então o leão que ruge, se torna um gatinho, miando. Determine, tenha autoridade sobre o mal, em Cristo você é uma nova criatura. (Mt 10,1-7)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Quarta-feira da 14ª Semana do Tempo Comum

A Igreja recorda hoje a memória litúrgica de São Bento Abade, Padroeiro da Europa.
 
Evangelho (Mt 10,1-7)

Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 10,1-7.

Naquele tempo, 1Jesus chamou os doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos maus e de curar todo tipo de doença e enfermidade. 2Estes são os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João; 3Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o cobrador de impostos; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; 4Simão, o Zelota, e Judas Iscariotes, que foi o traidor de Jesus. 5Jesus enviou estes Doze, com as seguintes recomendações: "Não deveis ir aonde moram os pagãos, nem entrar nas cidades dos samaritanos! 6Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! 7Em vosso caminho, anunciai: 'O Reino dos Céus está próximo'".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
UM CHAMADO PESSOAL - Jesus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos. Isso é o que podemos acompanhar no Evangelho de hoje, em que Jesus chama os doze e dá poder, quer dizer, capacita os chamados para a missão. Assim, vemos que não podemos temer o chamado de Deus a nós, pois, se Ele chamou, Ele também irá capacitar para a missão a qual nos envia. Ao chamar, Deus não olha as diferenças, nem comportamentos, nem funções, mas a todos os chamados Ele dá as mesmas oportunidades.

10 julho 2018

MINHA FOTO MINHA ARTE!

Mexa-se e o caminho aparecerá. Pode ser que não seja hoje e nem amanhã, mas a cada passo dado com firmeza a mente se ilumina e as oportunidades aparecem. Não importa quantas vezes você já se perdeu, porque em cada caminho errado encontramos a nós mesmos. E esse aprendizado é, sem dúvida, muito valioso.
Resiliência Humana

Confia, Israel, no Senhor. Ele é teu auxílio e escudo!

Sejamos comunicadores da graça do Reino de Deus!

Precisamos ser tocados, curados e iluminados por Jesus, para que Ele faça de nós um instrumento de Sua graça. "Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo o tipo de doença e enfermidade" (Mateus 9,35).
Há demônios que estão em nossa vida e nos levam a falar demais, a falar o que não devemos e o que não podemos. Há demônios que estão dentro de nós, repelindo-nos a falar da vida dos outros, a falar palavrões e coisas feias. Há demônios que estão nos repelindo a fazer o mal, que estão em nós, tirando-nos tudo e não nos deixando falar nada.
Alguns demônios não nos permitem comunicar; aliás, o demônio é aquele que interrompe qualquer boa comunicação para semear uma má, seja falando mais do que deveria ou o que não deveria falar, ou daquilo que deveria falar, mas não fala.
Jesus comunicava o Reino de Deus. E quando este é comunicado com graça, os demônios não agem, são expulsos. Precisamos ouvir Jesus, precisamos ser tocados, curados e iluminados por Ele, para que faça de nós instrumentos da graça.
Que não saia de nós palavras que destruam, que levam o mal para o coração das pessoas. Da nossa boca precisa sair o bem, aquilo que edifica, salva e faz nova todas as coisas. Onde Jesus chegava, a novidade do Reino acontecia, porque Ele anunciava o Evangelho no poder e na autoridade do Espírito, e expulsava os espíritos malignos.
Precisamos da presença de Deus onde estivermos, precisamos ser a presença d'Ele naquilo que falamos e expressamos, muitas vezes, pelo silêncio, ou falando o que é necessário e o que edifica.
Assim que o Espírito de Deus age em nós tornamo-nos verdadeiros comunicadores da graça do Reino dos Céus.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (10/07/18)

O Coração de Jesus olha para cada um de nós com compaixão; mas este sentimento se transforma depois na solidariedade da salvação. Jesus é compassivo, Ele se deixa tocar pelo sofrimento das pessoas, Ele olha e vê que são como ovelhas sem pastor, Ele olha e percebe que aquela pessoa está abatida, que aquele outro está cansado, alguém está deprimido e está doente, o fatigado quase desesperado e Ele dá um toque de cura, mas a oferta do Reino dos Céus ultrapassa as curas da terra; Jesus oferece um toque maior, é a oferta da salvação. O Reino de Deus não é puro sentimento, é solidariedade do coração de Deus para conosco. (Mt 9,32-38)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Terça-feira da 14ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 9,32-38)

A Messe é grande, mas os trabalhadores são poucos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo são Mateus 9,32-38.

Naquele tempo, apresentaram a Jesus um homem mudo, que estava possuído pelo demônio. Quando o demônio foi expulso, o mudo começou a falar. As multidões ficaram admiradas e diziam: "Nunca se viu coisa igual em Israel". Os fariseus, porém, diziam: "É pelo chefe dos demônios que ele expulsa os demônios".
Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo o tipo de doença e enfermidade. Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: "A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
UM FATO ADMIRÁVEL - No Evangelho, Jesus realiza a cura de um mudo possuído pelo demônio. A atitude de Jesus diante do homem é imediata e, nessa cura, as pessoas surpreendem-se por nunca terem visto algo assim. Movido de compaixão, Jesus realiza o milagre. Após esse milagre, Jesus sente compaixão pelo povo que o seguia, pois eles estavam enfraquecidos, e pede que rezem para pedir mais operários. A comoção o moveu a mostrar que necessitam de mais pessoas para anunciar a Boa-Nova do Reino. A compaixão é um sentimento divino que nos move e comove, assim como comoveu Jesus.

09 julho 2018

MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO!

Mansidão e humildade foram duas virtudes postas em prática por Jesus, ao longo de seu ministério. Virtudes importantes para quem pretende ser Mestre, sem opressão nem arrogância em relação aos seus discípulos. Virtudes que o distinguiam de outros mestres que transformavam a religião num amontoado de prescrições rígidas e minuciosas, de difícil cumprimento. Virtudes necessárias para quem se reconhece enviado, com a missão de fazer a salvação acontecer na vida do povo, sem a intenção de se colocar no lugar do Pai.
Por ser manso e humilde, o relacionamento de Jesus com os fracos e pequeninos caracterizou-se pela paciência e pela benevolência, pelo respeito ao ritmo e ao momento de cada um. Ele sabia descer até as pessoas para solidarizar-se com suas dores e sofrimentos. Com os marginalizados, recusava-se a agir de maneira preconceituosa e arbitrária, por reconhecer-lhes a dignidade de seres humanos. Com os doentes e atribulados pelos maus espíritos, fazia-se próximo, infundindo neles a esperança de cura.
Todavia, o Jesus manso e humilde soube ser severo com os prepotentes e injustos, evidenciando sua opção pelo Reino. Embora certas atitudes e palavras do Mestre possam parecer chocantes, na verdade, são expressão de sua humildade e mansidão, por se tratarem de um recurso extremo para chamar as pessoas à conversão.