15 agosto 2018

É desse jeito!

Independente da condição que nos encontramos agora, agradecer sempre nos elevará a um passo a mais, na estrada que percorremos diariamente.
Ser grato é o nosso bálsamo de cada dia.
Porquê lembrar de agradecer somente quando temos o nosso pedido realizado, não nos faz diferente dos demais.
A maioria faz assim.
Age dessa forma.
Que possamos e queiramos aprender essa lição: Agradecer já é uma forma de ter aquilo que desejamos.
Sempre crescemos quando agradecemos!
Adalcina Medeiros

Pense nisso!

As pessoas são pesadas demais para serem levadas nos ombros. Leve-as no coração.
Dom Hélder Câmara

A glória do Senhor vai além dos altos céus!

Uso da Força Nacional é para intimidar movimento sociais, diz advogado

Cláudio Kbene 
247 - A leitura de vários juristas de que o Brasil vive um Estado de exceção vem sendo confirmada a cada gesto de Temer. O emedebista deu mais uma demonstração do arbítrio e da violência que imperam no país ao publicar no Diário Oficial da União uma portaria dando aval para a atuação da Força Nacional agir contra as manifestações marcadas para esta quarta-feira (15), pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É assim que lê o conjunto das ações o secretário-geral do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo, Marcus Seixas.
"A portaria, assinada pelo Ministério da Segurança Pública, comandado por Raul Jungmann, autoriza "o emprego da Força Nacional, em caráter episódico e planejado, durante as manifestações previstas para o mês de agosto de 2018", isso mesmo, não especifica sequer o dia. Sob a justificativa de "preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, na defesa dos bens e dos próprios da União, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília/DF", Temer tem lançado mão de tais instrumento de repressão para impedir a manifestação popular.
Para o secretário-geral do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo, Marcus Seixas, a medida tem o objetivo de intimidar os manifestantes. 'A portaria tem claro objetivo de intimidar os movimentos sociais, pois, além do direito a manifestação pacífica estar consagrado na Constituição Federal, o ato nos remete aos diversos abusos e truculência que ocorreram na esplanada dos ministérios em maio de 2017, por parte da força policial, quando as centrais sindicais promoveram um grande ato contra as medidas do governo Temer', lembra o advogado. Rejeitado pelo povo brasileiro, tendo apenas 3% de aprovação nas pesquisas desde que assumiu - sendo o mais impopular presidente da história -, Michel Temer já utilizou o mesmo modus operandi para conter protestos. Em maio do ano passado, quando mais de 150 mil pessoas ocuparam Brasília contra a reforma trabalhista, Temer publicou um decreto convocando as Forças Armadas para impedir as manifestações que paralisaram o país numa greve geral".

'Não pretendo morrer nem renunciar', diz Lula em carta, que será lida por Haddad

Ricardo Stuckert 
247 - O ex-presidente Lula escreveu mais uma carta, desta vez para reafirmar seu desejo e seu direito de ser candidato. Na versão preliminar da carta que será lida por Fernando Haddad no ato de registro de sua candidatura, nesta quarta (15), Lula diz que não quer favores da Justiça Eleitoral. "Quero apenas os direitos que vêm sendo reconhecidos pelos tribunais há anos em favor de centenas de outros candidatos". O ex-presidente diz que é vítima de uma caçada judicial e que só a morte, a renúncia ou um ato do TSE pode rifá-lo. "Não pretendo morrer nem cogito renunciar. Vou brigar até o final".
Os atos e manifestações em apoio ao registro da candidatura de Lula à presidência da república já vêm ocorrendo há vários dias e concentram hoje seu momento mais decisivo. Há uma marcha do Movimento Social dos Sem Terra que já está em Brasília e toda a mobilização do PT, PCdoB e PSB, a frente de esquerda que encampou a candidatura Lula, favorita a vencer no primeiro turno das eleições de 2018, estará presente, com várias ações. 
Gleisi Hoffmann e lideranças do PT darão uma coletiva hoje em Brasília para anunciar a convocação pelo senado dos desembargadores e procuradores que truncaram a cessão do habeas corpus concedido a Lula e não cumprido, em uma das páginas mais macabras da jurisdição brasileira. 

Salvemos a vida dos nossos irmãos!

Quando deixamos que Deus nos corrija, tornamo-nos canais de conversão fraterna amorosa e misericordiosa para nossos irmãos. "Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão". (Mateus 18,15).
O grande apelo do Evangelho de hoje é para que ganhemos o nosso irmão. Não podemos perder nossos irmãos! E como é que os perdemos? Como perdemos nossas amizades e nossos relacionamentos? Muitas vezes, deixando de corrigi-los. É a nossa omissão, pois deixamos as coisas como estão.
A confiança se faz conversando de forma pessoal quando se trata de questões pessoais. É preciso esse grande exercício de saber pedir a graça de Deus: Quando me aproximar? Quando ajudar? Quando e como corrigir a outra pessoa?
Quando deixamos que Deus nos corrija, e Ele vai nos corrigindo pela vida e pelos irmãos, tornamo-nos canais de conversão fraterna amorosa e misericordiosa para eles.
Deus quer que salvemos uns aos outros,e não que percamos os nossos irmãos.

#minisermao (15/08/18)

Uma das formas mais delicadas de caridade é corrigir alguém em particular; isso pode fazer toda a diferença na vida de alguém. Foi o que Jesus ensinou! Quando souber dos erros de um irmão não procure um outro irmão para comentar, procure outro irmão, sempre, para rezar, mas quando souber dos pecados de alguém, procure esta pessoa para conversar. Não é fácil, é preciso passar pela barreira do respeito humano, sempre achamos que não seremos bem acolhidos; houve alguém lá no princípio que perguntou para Deus: "Acaso sou eu o guarda do meu irmão?" Não queremos dar a resposta de Caim, que havia matado o seu irmão Abel, também não queremos matar o nosso irmão pela fofoca, pelo comentário, nós queremos corrigir o irmão com caridade. (Mt 18,15-20)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Quarta-feira da 19ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 18,15-20)

Se ele te ouvir, tu ganharás o teu irmão.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 18,15-20.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão. Se ele não te ouvir, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão seja decidida sob a palavra de duas ou três testemunhas. Se ele não vos der ouvido, dize-o à Igreja. Se nem mesmo à Igreja ele ouvir, seja tratado como se fosse um pagão ou um pecador público.
Em verdade vos digo, tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. De novo, eu vos digo: se dois de vós estiverem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus. Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou ali, no meio deles".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
CORREÇÃO FRATERNA - A preocupação de Jesus é com a totalidade do ser humano. Hoje ele nos mostra, de forma didática, como devemos proceder em relação aos pecados dentro da comunidade. São propostas sempre eficazes, que buscam a construção da maturidade e do zelo pelo irmão, de forma que o cuidado venha antes da exposição ou da pena pelo pecado. São propostas gradativas, que buscam de diferentes formas a reconciliação. Assim é que deveríamos buscar resolver os conflitos na atualidade: mostrando que o amor está sempre acima da diferenças e erros que possamos cometer.

14 agosto 2018

Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!

Haddad vai viajar o país para levar mensagem de Lula

247 - O ex-ministro Jacques Wagner (PT) reforçou a ideia de que é preciso acelerar a divulgação do nome de Haddad pelo país. Com base nesse pressuposto, o PT prepara uma agenda de viagens de Haddad pelo Brasil para ampliar sua visibilidade. A ideia é começar por Estados do Nordeste, onde o partido tem forte presença. Haddad e Manuela d’Ávila (PCdoB) participaram de uma sessão de fotos em São Paulo. A ação confirma a estratégia da frente de esquerda encabeçada por PT, PCdoB e PSB em se precaver diante da possibilidade da candidatura do ex-presidente Lula ser indeferida pela justiça eleitoral.
"O ex-governador da Bahia Jaques Wagner admitiu nesta segunda-feira, 13, ao Estado que o PT tem uma 'estratégia de substituição' do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa pelo Palácio do Planalto nas eleições 2018. Wagner disse que o partido não pode esperar 'a vida inteira' para expor o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, candidato a vice na chapa presidencial petista, e possível substituto de Lula – condenado e preso na Lava Jato. 
'Acho impossível sombrear a candidatura do Lula. Acho uma bobagem quem está falando que expor Haddad é problema. Ao contrário, se temos uma estratégia de substituição, nós não vamos ter a vida inteira para expor o Haddad', afirmou Wagner ao registrar, no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), em Salvador, sua candidatura ao Senado na chapa à reeleição do governador Rui Costa (PT). Wagner também era apontado como possível plano B para substituir Lula".

Precisamos de uma mudança de mentalidade a cada dia!

Precisamos olhar para as crianças e encontrar nelas sempre um apelo de conversão e mudança de vida. "Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus" (Mateus 18,3).
O Reino dos Céus está no meio de nós, mas não entramos nele, muitas vezes, porque não nos convertemos. Existe a grande conversão da vida, que é o nosso encontro pessoal com Jesus, que transforma nossa vida, porque nos tira do reino das trevas e nos traz para o reino da luz, tira-nos do caminho desse mundo e nos coloca nos caminhos do seguimento do Senhor.
Muitas pessoas não conhecem a graça de Deus, mas passam a conhecê-la; outros já nascem participando da Igreja, da comunidade, e já têm essa primeira conversão. Quem já nasceu no caminho do Reino de Deus ou quem se converteu ao longo do caminho precisa de uma mudança de mentalidade a cada dia. É a conversão mais necessária e exigente, é a conversão que exige de nós uma metanoia, uma mudança de mentalidade.
Para isso Jesus nos coloca, como grande referencial, a criança: "Se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus". Por que precisamos ter a mente de uma criança? Não é a mentalidade infantil e ingênua de uma criança, mas a mentalidade da menoridade.
Vivemos num mundo em que se cultiva o sentimento de grandeza, onde o importante é ser grande, é o que temos, o que conquistamos e o que somos.
Os homens querem ser sempre melhores uns que os outros, nunca estão satisfeitos com o que têm. A criança, na mentalidade judaica, é um ser que não tem importância, ela é pequena e ainda não está assumida no mundo dos homens.
Temos muita importância para Deus, importância demasiada, grande, mas precisamos viver, no mundo, a menoridade. Não sermos maiores que os outros nem mais importantes, não deixar esse sentimento de grandeza tomar conta de nós.
Temos de nos acostumar com as coisas pequenas, pois, quanto mais tivermos a alma pura e pequena, maior será a grandeza de Deus presente na nossa vida.
Precisamos olhar para as crianças e encontrar nelas sempre um apelo de conversão e mudança de vida. Toda vez que vem esse sentimento de grandeza tomando conta de nós, precisamos suplicar: "Senhor, converta-me e não me deixe viver à mercê no meu sentimento de grandeza".
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

#minisermao (14/08/18)

No Reino de Deus menos é mais, o menor é o maior, o último é o primeiro e perder é ganhar, pois a cruz é a verdadeira luz. Não se iluda com estradas largas e bem pavimentadas, não se deixe enganar pela idolatria do ter, do poder e do prazer, não diga para o seu coração "tudo estará resolvido quando eu tiver bastante dinheiro", não é bem assim; o segredo da vitória, o caminho da salvação, passa pela porta estreita, para tocar bem aquele instrumento, é preciso ensaiar até o dedo doer; para ganhar aquela partida de futebol e aquele campeonato, é preciso treinar muito até à exaustão. Estradas largas, comodismo, facilidades, nos levam a perdição, a salvação passa pela porta estreita. (Mt 18,1-5.10.12-14)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Terça-feira da 19ª Semana do Tempo Comum

Hoje a Igreja celebra a memória de S. Maximiliano Maria Kolbe, Presbítero, Mártir.

Evangelho (Mt 18,1-5.10.12-14)

Não desprezeis nenhum desses pequeninos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 18,1-5.10.12-14.

Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: "Quem é o maior no Reino dos Céus?" Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: "Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior no Reino dos Céus. E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe.
Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
QUE NINGUÉM SE PERCA - Se no mundo em que vivemos, para uma pessoa ser considerada grande e de sucesso, deve ter dinheiro, inteligência, ou algo que seja distintivo, Jesus nos mostra que, para ser considerado grande em seu Reino, é necessário ser simples, humilde, ter um coração bom como o de criança. A criança também é o símbolo de dependência em relação aos pais, e assim também devemos ser em relação a Deus: sempre dependentes de sua generosidade. Que possamos aprender com os pequenos, a ter sempre essa pureza que nos conduz a uma bondade de coração.

13 agosto 2018

Paróquia de Nossa Senhora dos Aflitos.


AGENDA DA SEMANA:
• 13/08(SEGUNDA)
- 17h30 = Missa na comunidade rural Flores.
- 18h = Estudo do documento sobre os leigos na Capela de Santa Cecília.
- 19h = Primeira noite do tríduo na casa da Coroinha Maria Vitória no bairro Emboca.
- 19h = Grupo de perseverança da RCC no Centro Paroquial.
- 19h = Terço das mulheres na Capela de Santa Cecília.
- 19h = Terço dos homens e Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 14/08(TERÇA)
- 7h30 = Visita nas comunidades rurais.
- 17h30 = Missa na comunidade rural Timbaubinha.
- 19h =Segunda noite do tríduo na residência do coroinha José no bairro São José
- 19h = Grupo de intercessão da RCC.
- 19h = Ministério de Cura e Aconselhamento na matriz.
- 19h Terço dos homens na Capela de Santa Cecília.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 15/08(QUARTA)
- Dia de São Tarcísio e aniversário de 36 anos do Grupo de Coroinhas da Paróquia de Nossa Senhora dos Aflitos.
- 7h30 = Visita nas comunidades rurais.
- 17h = Missa na comunidade rural Piedade.
- 19h = Grupo de Oração da RCC na matriz.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 16/08(QUINTA)
Obs. HOJE não haverá atendimento de confissão e Missa na comunidade rural São Francisco por motivos superiores.
- 7h às 12h = Adoração ao santíssimo sacramento na matriz.
- 12h = Missa da Hora da Graça na matriz.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
• 17/08(SEXTA)
- 7h30 = Visita nas comunidades rurais.
- 15h = Terço da Divina Misericórdia na matriz.
- 16h30 = Procissão de abertura da festa de N. S. de Fátima na comunidade rural Batalha.
- 19h = Terço das mulheres e Missa da peregrinação de N. S. dos Aflitos.
- 19h = Grupo da Juventude Missionária.
• 18/08(SÁBADO)
- 8h = Catequese de Primeira Eucaristia e Infância Missionária.
- 9h = Missa das crianças na matriz.
- 10h = Batizados na matriz.
- 15h = Preparação de pais e padrinhos para o batismo.
- 16h = Grupo de Adolescência Missionária.
- 17h = Missa na comunidade rural Barra de São Pedro.
- 17h30 = Grupos de Crisma.
- 17h30 = Grupo dos Vicentinos.
- 19h = Celebração em honra de N. S. de Fátima na comunidade rural Batalha.
- 19h = Missa da peregrinação de N. S dos Aflitos.
• 19/08(DOMINGO)
- 7h e 19h = Missa na Matriz.
- 9h = Batizados.
- 9h30 = Missa na Capela de Santa Cecília.
- 16h30 = Procissão e Missa de encerramento da festa de N. S. de Fátima na comunidade rural Batalha.

Da vossa glória estão cheios o céu e a terra!

Temer paralisa 40 mil obras do 'Minha Casa Minha Vida'

Reuters 
247 - O "Minha Casa, Minha Vida", maior programa habitacional do país, está com mais de 40 mil obras em unidades habitacionais paralisadas. Os problemas vão desde a falta de recurso até a burocracia e invasões aos imóveis. A situação faz com que moradores de baixa renda sigam pagando aluguel ou vivendo em áreas de risco. 
"O programa "Minha Casa, Minha Vida" foi lançado em março de 2009 e, desde lá, construiu 5,2 milhões de unidades habitacionais. Dessas, o Ministério das Cidades afirma que quase 4 milhões foram entregues. Diz também que o número de obras paradas era maior e vem caindo, porém ainda é considerado um problema. Um exemplo do problema está em Olinda, na Grande Recife, onde os residenciais de Peixinhos 1 e 2 estão abandonados, mesmo após 95% da obra concluída. A construção foi iniciada em março de 2014, com entrega prevista para março de 2016 às 720 famílias contempladas. A nova previsão de entrega é o final deste ano. 
O local hoje está com prédios concluídos, mas à espera de obras complementares para serem entregues. Por conta do tempo em que a construção esteve parada, o local já apresenta marcas do descaso, como casa de máquina abandonada, esgoto a céu aberto e janelas quebradas. Os contratos com os beneficiários foram assinados em dezembro de 2017. Um deles é Alexandre Moura Cavalcante, 44. Ele conta que aguarda há sete anos por uma casa prometida, após aquela em que vivia ser desapropriada pela prefeitura para uma obra pública".

Após mortalidade infantil, mortalidade materna também sobe

 
247 - Não é apenas a mortalidade infantil que cresce no país do golpe: o aumento da mortalidade materna passou a figurar no conjunto do fosso estatístico do país. Após não ter cumprido compromisso internacional para a redução de 75% das mortes maternas até 2015, o Brasil conseguiu ser ainda pior, bem pior: registrou aumento dessa ocorrência em 2016. morte materna é qualquer morte que acontece durante a gestação, parto ou até 42 dias após o parto, desde que decorrente de causa relacionada ou agravada pela gravidez. 92% dessas mortes são evitáveis e ocorrem principalmente por hipertensão, hemorragia, infecções e abortos provocados.
"Segundo dados do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade materna já vinha mal nos últimos anos: depois de cair 56% desde 1990, teve leve alta em 2013. Voltou a cair em 2015, num sinal de estabilização, e teve um repique em 2016 —último ano com dados oficiais consolidados. Em 2000, o país fez pacto para baixar em 75% as mortes maternas até 2015 dentro dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, fixados pela ONU com apoio de 191 países. A meta era se limitar a 35 óbitos por 100 mil nascidos vivos. Mas em 2015 a taxa ficou em 62 por 100 mil nascidos vivos (redução de 57%) e, no seguinte, subiu para 64,4.
As regiões Norte e Nordeste concentram as taxas mais altas (84,5 e 78). No Amapá, chega a 141,7, índice comparável a países como Butão e Argélia. O Sul e o Sudeste brasileiros têm os menores índices: 44,2 e 55,8, respectivamente. Ainda assim, estão distantes de países como Polônia, Finlândia, Suécia, Áustria e Itália, que registram entre 3 e 4 mortes maternas por 100 mil nascidos vivos, segundo dados de 2015. Em maio deste ano, o Brasil reiterou a meta de redução da mortalidade materna em 50% nos próximos 12 anos, chegando a 30 mortes por 100 mil nascidos vivos em 2030 —o plano original era chegar a 2030 com 20 mortes por 100 mil".

#minisermao (13/08/18)

Nunca utilize seu cargo ou prestígio para conseguir privilégios; obedeça às leis. Naquele dia os discípulos estavam tristes, porque Jesus havia revelado os desafios da Cruz e justamente, naquele momento de tristeza, apareceram os cobradores de impostos, os fiscais, e perguntaram a Pedro: "Escuta vocês não pagam imposto?" Ele disse: "Sim, nós pagamos." E foram questionar Jesus e Jesus mandou pagar os impostos, obedecer às leis. Não é porque eu sou padre que posso passar no sinal vermelho; não há uma lei especial para prefeitos, juízes, administradores, grandes empresários, a lei não é privada, a lei é para todos e é preciso obedecer como até mesmo Jesus, o filho de Deus, obedeceu. (Mt 17,22-27)
Pe. Joãozinho, scj.

O cuidado com a casa do Senhor compete aos filhos!

Não deixe de cumprir as suas obrigações com a casa do Senhor pagando o seu dízimo, dando a sua contribuição amorosa e generosa. "Mas, para não escandalizar essa gente, vai ao mar, lança o anzol, e abre a boca do primeiro peixe que pescares. Ali encontrarás uma moeda; pega então a moeda e vai entregá-la a eles, por mim e por ti" (Mateus 17,27).
Não deixe de cumprir as suas obrigações com a casa do Senhor pagando o seu dízimo, dando a sua contribuição amorosa e generosa. Faça isso como filho!
Mas, se o mundo nos trata como estranhos, mesmo como estranhos paguemos os nossos impostos, nossas contribuições e não sejamos motivo de escândalo. Sejamos exemplo para o mundo em que vivemos.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Segunda-feira da 19ª Semana do Tempo Comum

Evangelho - Mt 17,22-27 
 
Eles o matarão, mas no terceiro dia ele ressuscitará.
Os filhos estão isentos dos impostos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 17,22-27


Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 
 
Naquele tempo, quando Jesus e os seus discípulos estavam reunidos na Galileia, ele lhes disse: "O Filho do homem vai ser entregue nas mãos dos homens. Eles o matarão, mas no terceiro dia ele ressuscitará". E os discípulos ficaram muito tristes. Quando chegaram a Cafarnaum, os cobradores do imposto do templo aproximaram-se de Pedro e perguntaram: "O vosso mestre não paga o imposto do templo?" Pedro respondeu: "Sim, paga". Ao entrar em casa, Jesus adiantou-se e perguntou: "Simão, que te parece: os reis da terra cobram impostos ou taxas de quem, dos filhos ou dos estranhos?" Pedro respondeu: "Dos estranhos!" Então Jesus disse: "Logo os filhos são livres. Mas, para não escandalizar essa gente, vai ao mar, lança o anzol e abre a boca do primeiro peixe que tu pescares. Ali tu encontrarás uma moeda; pega então a moeda e vai entregá-la a eles, por mim e por ti". 
Palavra da salvação.
Glória a vós Senhor. 

Reflexão sobre o Evangelho:
A ISENÇÃO DO IMPOSTO - No Evangelho, vemos Jesus ser questionado sobre pagamento dos impostos. Essa é uma pergunta para saber se ele vivia corretamente todas as obrigatoriedades da Lei. Como em nosso tempo, e naquela época, os impostos são predominantes para os pequeninos, aqueles que menos têm condições, e é justamente por esse motivo que Jesus não deixa de pagar aquilo que lhe cabia. Pois, ao encarnar-se, ele deseja viver a realidade humana, para que, conhecendo-a, pudesse defender e anunciar seu Reino. E eis uma das questões que mais massacram os pequeninos: a exploração financeira.

11 agosto 2018

Sétima semana da Peregrinação de Nossa Senhora do Aflitos

Dia 13/08 - Residência de Dorinha e família, avenida Rio Branco, em frente ao Posto Beatriz - Bairro Centro.
Dia 14/08 - Residência do casal Zé Carlos e Francisca, Rua Coronel João Florêncio 301 - Bairro São José.
Dia 15/08 - Em frente ao Restaurante de João Lucas, Valéria e Heloísa, Avenida Rio Branco, vizinho a Lelego - Bairro Centro.
Dia 16/08 - Residência do casal Ozenir e Antônio (pais de Deny de Tarcísio), Rua Cícero Cavalcante de Araújo 238, vizinho a tecelagem de Junior de Odete - Bairro São José.
Dia 17/08 - Residência do casal Janiele e João Maria, Rua Maria Izaura Vale 43, próximo ao Studio de Neri - Bairro São José.
Dia 18/08 - Residência de Ivonete e filhos, Rua Duque de Caxias - Bairro Centro.

Vós nunca abandonais quem vos procura, ó Senhor!

Atos políticos dão a largada para Marcha Nacional Lula Livre

Júlia Dolce / Brasil de Fato 
Por Diego Sartorato, Emilly Dulce e Vivian Fernandes, no Brasil de Fato Cerca de 5 mil pessoas participaram dos três atos de lançamento da Marcha Nacional Lula Livre, nesta sexta-feira (10) em cidades do Goiás e Distrito Federal. A Marcha é uma iniciativa do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Via Campesina, organização internacional que articula comunidades camponesas em todo o mundo. Serão 50 quilômetros a serem percorridos a pé em três colunas, que partem de diferentes pontos de Goiás rumo a Brasília (DF), onde as fileiras se somam à mobilização convocada para registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. Lula é preso político há mais de 120 dias, na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR). Neste sábado as fileiras devem percorrer 15 Km, em média, pelas estradas, a partir das 6h.
Com um grande ato político e cultural que reuniu quase 2 mil pessoas na Praça da Prefeitura, em Formosa (GO) camponeses de nove estados do Nordeste - reunidos na Coluna Ligas Camponesas - inauguraram a caminhada.
"Quem marcha nunca esquece o que vê. Do pó das marchas sobe um letreiro escrito com os pés, que os governantes e os latifundiários sabem reconhecer: lá vem a sede por justiça!", afirmaram integrantes da Juventude do MST em jogral durante o ato de abertura da marcha.
A multidão também ouviu em silêncio respeitoso uma gravação de um trecho do discurso de Lula em São Bernardo do Campo (SP) em 7 de abril de 2018, o último antes de apresentar-se à Polícia Federal.
"Lula disse: 'eu vou andar pelas pernas de vocês, e falar pelas vozes de vocês'. É isso o que está acontecendo aqui", afirmou o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), que participou do ato em Formosa. "Se o Brasil nunca precisou tanto do Lula como agora, o Lula nunca precisou tanto de vocês como hoje. É o Brasil inteiro que marcha a Brasília a partir de hoje", completou.
Marinete Moreira, de 45 anos, é moradora de Formosa e foi à praça acompanhar a mobilização. Ela conta que se tornou uma empresária bem sucedida da área de cosméticos durante os governos petistas, mas que, após o golpe, passou por dificuldades e teve de fechar sua empresa. "Durante os governos do Lula e da Dilma, eu investi, cresci, até viajei à Europa, mas hoje, vou fechar. Tudo piorou depois do golpe. Quando a economia desanda, as pessoas começam a ter de escolher entre a estética, a 'pintura', e o arroz e feijão. Então senti muito cedo o impacto do golpe e do empobrecimento das pessoas. Hoje em dia a gente vê muito pedinte na rua, a violência aumentou", relata.
O produtor rural Jair Almeida da Silva, de 49 anos, veio de seu assentamento em Camamum, na Bahia, para participar da marcha porque também percebeu a volta da pobreza se acercando. "Eu trabalhava para os outros, mas graças à reforma agrária, ao assentamento conquistado nos tempos do Lula, hoje produzo na minha própria terra. Produzimos cacau, cupuaçu, banana. Por isso temos de defender o Lula, ele está sendo perseguido pelo que nós conquistamos", avalia.
Coluna Tereza de Benguela
As delegações da Amazônia e do centro-oeste do Brasil se reúnem em Engenho das Lages (DF) e deram o nome à sua coluna de Tereza de Benguela, liderança quilombola que atuou contra o sistema escravocrata na região do atual estado do Mato Grosso.
O ato político de largada da Marcha Nacional Lula Livre nessa coluna foi marcado por músicas e místicas a respeito da agricultura familiar e da soberania popular na luta pela terra. Também estiveram presentes comunidades indígenas e quilombolas, além de movimentos urbanos de rua.
"Todo mundo tem direito à terra, mas nós estamos pelejando para conseguir um direito básico. Nessa Marcha, os pobres se reúnem para curar suas feridas juntos, porque o rico não cura ferida de ninguém", afirma Liomar Ferreira, 52, assentado em Formosa (GO).
Luiz Roberto, da direção estadual do MST em Rondônia, confirma que a luta dos próximos dias é pela retomada da democracia e contra as ilegalidades jurídicas e legislativas que permeiam o país. O dirigente afirma que exigir Lula Livre é impedir a ampliação do golpe que atua contra a classe trabalhadora.
"Nós queremos construir um Brasil diferente e por isso marchamos por um projeto popular para o país. A classe trabalhadora é a única capaz de mudar essa realidade. A reforma que nós queremos só pode ser popular", finaliza.
Thainá Regina tem 15 anos e vive há 11 anos no assentamento Che Guevara, no Mato Grosso do Sul. Ela destaca que o sofrimento e a violência contra a população do campo escancaram a importância da luta pela reforma agrária popular.
"O que me fez apaixonar pelo MST e por sua luta foi ver as injustiças no campo. Com a conjuntura que vivemos hoje, na mídia, na política e na sociedade, estar aqui é mostrar minha luta pelo meu povo e ir contra aquilo que eu vejo todos os dias, na sociedade, na política e na mídia", pontua.
Coluna Prestes
"Marchamos por Lula Livre e também para construir um projeto popular para o Brasil e retomar a dignidade para o povo". Com essa fala do Setor de Cultura do MST, em meio a músicas populares de resistência, começou o ato da Coluna Prestes, que iniciou sua mobilização nesta sexta-feira na cidade de Luziânia (GO).
Militantes sem-terra do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, além de delegações da Marcha das Mulheres Camponesas (MMC), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e Levante Popular da Juventude estão reunidos nesta coluna.
Marinalda da Aparecida Silva, do PT em Luziânia, saudou os marchantes e relembrou a Marcha Popular pelo Brasil, de 1997, reforçando que marchar é um importante instrumento de mobilização popular. "Nós agora estamos lutando por uma causa muito justa, que é a liberdade do nosso companheiro Luiz Inácio Lula da Silva, o melhor presidente que este país já teve."
Com a palavra de ordem "Lula livre, Lula inocente", a Coluna Prestes faz o lançamento da marcha com muita animação e música camponesa. Os militantes lembraram a luta da Coluna Prestes, comandada por Luís Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança, um líder tenentista que organizou uma grande marcha entre 1924 e 1927 contra o coronelismo que andou 25 mil km pelo interior do Brasil.
Além de exigir a liberdade imediata de Lula, a coluna reforçou que o MST marcha pela reforma agrária, igualdade de gênero e contra as retirada de direitos protagonizada por Temer.
Ênio Bohnenberger, da Direção Nacional do MST por Minas Gerais, afirmou que o principal motivo da Marcha é a libertação de Lula, que se une à luta histórica da classe trabalhadora. "Nós somos diferentes daqueles coxinhas que aparecem a cada 30 anos para defender a direita, o golpe. Nós estamos nas ruas todos os dias para defender os direitos da classe trabalhadora e a soberania do povo brasileiro. Nós hoje caminhamos, porque precisamos derrubar um golpe, que foi dado contra a democracia", afirmou.
Com críticas ao papel que a mídia empresarial desempenha no golpe, o dirigente mostrou o posicionamento do MST. "No Brasil que nós queremos não vamos ouvir da Rede Globo. O Brasil que nós queremos nós mesmos que vamos construir, lutando, em marcha. Estamos fazendo o que sempre fizemos, lutar todo dia, incansavelmente", disse.

Temer quer adiar reajuste de servidores para 2020

Marcelo Camargo/Agência Brasil 
247 com Agência Brasil - Michel Temer (MDB) vai encampar a recomendação do Ministério do Planejamento segundo a qual não é possível dar aumento salarial ao funcionalismo em 2019. A sugestão de suspender o aumento, que afeta diferentes categorias, foi levada ao emedebista pelo ministro do Planejamento, Esteves Colnago e deverá ser transformada em Medida Provisória (MP) enviada em breve ao Congresso.
Mesmo promovendo uma dura política de cortes e arrocho em gastos sociais desde que foi instalado no poder, Temer diz que que haverá ainda mais cortes nos programas sociais no ano que vem se não houver a suspensão do aumento, previsto para ser pago em janeiro. A medida acarretaria uma economia de até R$ 11 bilhões no orçamento de 2019, considerando todos os servidores, entre civis e militares. Se o reajuste for adiado apenas para os civis, o impacto seria de R$ 6,9 bilhões, informou o Planejamento.
A previsão é que as despesas com pessoal da União em 2019, como salários e encargos, seja de R$ 322 bilhões. O ministro do Planejamento já informou, em entrevista recente, que, se o presidente concordasse com o adiamento do reajuste, uma proposição deveria ser enviada ao Legislativo antes do projeto do Orçamento de 2019, conhecido como Lei Orçamentária Anual (LOA 2019). Conforme a legislação, o governo precisa enviar até 31 de agosto a peça orçamentária para o ano seguinte.
O governo também já decidiu que irá esperar o Congresso se posicionar sobre a proposta de aumento de 16% nos salários do Judiciário, apresentada nesta quinta-feira (9) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme antecipou a Agência Brasil, o reajuste irá onerar a folha de pagamento do Executivo em R$ 243 milhões. Se considerado o "efeito cascata" nos demais poderes e também nas unidades da Federação, as despesas podem aumentar em até R$ 4 bilhões, segundo projeções de técnicos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Somente no Judiciário, o impacto seria de R$ 717 milhões ao ano. Nesta sexta-feira, o Ministério Público Federal (MPF) também anunciou a mesma proposta de reajuste para procuradores.

#minisermao (11/08/18)

Tudo é possível para quem tem fé; mais do que crença em verdades, a fé verdadeira é adesão à Verdade, que é Jesus. E com Ele faremos proezas, milagres, prodígios, porque não sou eu que falo, é Cristo que fala em mim; não sou eu que amo, é o amor de Deus que ama em mim; não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim; se vivermos essa dimensão de Cristo, então faremos o que Ele fez e até coisas maiores, expulsaremos o mal com determinação e atrairemos o bem para o nosso coração. Viver com fé é aderir à pessoa de Jesus. (Mt 17,14-20)
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho do Sábado da 18ª Semana do Tempo Comum

Santa Clara de Assis, virgem, fundadora, +1253
 
Evangelho - Mateus 17,14-20

Se tiverdes fé nada vos será impossível.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 17,14-20

E, quando eles se reuniram ao povo, um homem aproximou-se deles e prostrou-se diante de Jesus,
dizendo: "Senhor, tem piedade de meu filho, porque é lunático e sofre muito: ora cai no fogo, ora na água.
Já o apresentei a teus discípulos, mas eles não o puderam curar".
Respondeu Jesus: "Raça incrédula e perversa, até quando estarei convosco? Até quando hei de aturar-vos? Trazei-mo".
Jesus ameaçou o demônio e este saiu do menino, que ficou curado na mesma hora.
Então os discípulos lhe perguntaram em particular: "Por que não pudemos nós expulsar este demônio?"
Jesus respondeu-lhes: "Por causa de vossa falta de fé. Em verdade vos digo: se tiverdes fé, como um grão de mostarda, direis a esta montanha: "Transporta-te daqui para lá’, e ela irá; e nada vos será impossível. Quanto a esta espécie de demônio, só se pode expulsar à força de oração e de jejum".
Palavra da Salvação. 
Glória a vós Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
SEM FÉ, NADA É POSSÍVEL
- Temos um homem que se aproxima de Jesus e se ajoelha, pedindo a cura de seu filho, que tem epilepsia. O homem diz que alguns dos discípulos não foram capazes de realizar a cura de seu filho. Esse fato causa indignação em Jesus, pois percebe que a fé de seus discípulos é muito fraca e não consegue realizar milagres. A indagação de Jesus acontece pelo fato de não conceber um discípulo que possua uma fé fraca, pois o fundamental do discipulado é a fé. Dessa forma, somos convidados a refletir sobre nossa fé e compromissos com a vida, fatores intrínsecos ao discípulo do Mestre.

10 agosto 2018

MINHA FOTO MINHA ARTE!

Hoje fui visitar a Zona Rural do município de Jardim de Piranhas, do Sítio Timbaubinha até o Sítio Santana, no meio do caminho encontrei com uma Cobra de veado, só me esqueci de tirar uma foto segurando ela, sou amiga das cobras, sempre domino todas...
 
 

Pense nisso!

Feliz o homem caridoso e prestativo, que resolve seus negócios com justiça.
Porque jamais vacilará o homem reto, sua lembrança permanece eternamente!

Depois das chuvas, muito trabalho para recuperar as estradas da Zona Rural - Jardim de Piranhas/RN

Depois das chuvas, muito trabalho para recuperar as estradas da Zona Rural, os agricultores agradecem tão grande benefício.
É Tempo de Recomeçar!
Este é o governo de Elídio Queiroz 


Depois das chuvas, muito trabalho para recuperar as estradas da Zona Rural de Jardim de Piranhas/RN

Depois das chuvas, muito trabalho para recuperar as estradas da Zona Rural, os agricultores agradecem tão grande benefício.
É Tempo de Recomeçar!
Este é o governo de Elídio Queiroz

Rua Sandoval Araújo, bairro Santa Cecília - Jardim de Piranhas/RN

A Rua Sandoval Araújo, bairro Santa Cecília, foi mais uma das ruas pavimentadas com paralelepípedo no governo de Elídio Queiroz, os moradores agradecem tão grande benefício, escute o depoimento de Rafaela Santos Souza.
É Tempo de Recomeçar!
Este é o governo de Elidio Queiroz

Rua Manoel Pereira Filho, bairro Santa Cecília - Jardim de Piranhas/RN

A Rua Manoel Pereira Filho, bairro Santa Cecília, foi mais uma das ruas pavimentadas com paralelepípedo no governo de Elídio Queiroz, os moradores agradecem tão grande benefício, escute o depoimento de Rafaela Santos Souza.
É Tempo de Recomeçar!
Este é o governo de Elídio Queiroz

Rua Osvaldo Borges mais uma rua pavimentada em Jardim de Piranhas/RN

A Rua Osvaldo Borges foi uma das ruas pavimentadas com paralelepípedo no governo de Elídio Queiroz, os moradores agradecem tão grande benefício, escute o depoimento do senhor Geraldo de Oscar.
É Tempo de Recomeçar!
Este é o governo de Elídio Queiroz.

Rua Aprígio Pereira, bairro Novo Jardim - Jardim de Piranhas/RN

A Rua Aprígio Pereira, bairro Novo Jardim, foi mais uma das ruas pavimentadas com paralelepípedo no governo de Elídio Queiroz, os moradores agradecem tão grande benefício, escute o depoimento de Dona Rita.
É Tempo de Recomeçar!
Este é o governo de Elídio Queiroz


É desse jeito!

Tão comum nos dias de hoje, a falsidade pode estar em qualquer lugar ou em qualquer relação, mas se tem um lugar onde ela está mais presente é no trabalho. Infelizmente, a fama do ambiente corporativo é das piores. E não é só fama não, é fato. Mas como acabar com a falsidade no trabalho?
Resiliência Humana

Preso em Curitiba, Lula venceu os dois debates da noite

Ricardo Stuckert/Kelly Fuzaro-Band 
247 - Preso em Curitiba, cerceado, censurado, proibido, Lula foi o grande vitorioso dos dois debates da noite desta quinta-feira (9). O debate da Bandeirantes, venceu por WO - mesmo ausente pela proibição do Judiciário, esteve onipresente, enquanto os demais candidatos, no estúdio, não apareceram. Foi um debate medíocre e sem sabor, com performances que chegaram a ser constrangedoras. No outro debate da noite, transmitidos pelas redes sociais e portais, Fernando Haddad, Manuela D'Ávila, Gleisi Hoffmann e Sérgio Gabrieli apresentaram, ao vivo, o programa de governo da coligação PT-Pc do B, mas uma edição primorosa deu voz a Lula: o programa foi uma colagem de entrevistas de Lula entremeadas pelo debate ao vivo. 
Na Band, havia oito candidatos presentes: Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede). O grande numero de presentes e a ausência de Lula deram um caráter de dispersão ao debate. Nenhum dos candidatos ousou criticar Lula; Boulos fez uma defesa breve do ex-presidente na sua primeira intervenção no debate. Com Lula com mais de 41% das intenções de voto no país, segundo a última pesquisa Vox Populi, nenhum candidato arriscou um confronto, ainda mais com o líder aprisionado -Alckmin fez um ataque ao PT apenas no final do debate, às 0h37. Talvez tenha havido uma estratégia de ignorar Lula e o PT-PC do B, mas a proeminência é tão evidente que a estratégia foi frustrada.
Com o mais de 13 milhões de desempregados, o tema do emprego foi o mais relevante no debate. Houve um acordo quase explícito dos candidatos de direita de colocar Ciro e Boulos de escanteio. As perguntas entre candidatos e mesmo dos jornalistas buscaram silenciar ambos. Alckmin e Ciro mantiveram uma aliança tácita com Marina durante todo o debate; o ex-governador de São Paulo, ao contrário do que seria esperado, fugiu do confronto com Bolsonaro; Ciro centrou fogo em Alckmin e Boulos em Bolsonaro; ao fazer a defesa aberta da reforma trabalhista, Alckmin apresentou-se como o candidato do governo Temer; Bolsonaro girava no universo paralelo que o caracteriza e atuou defensivamente, preocupado apenas em manter seu eleitorado, sair do debate sem prejuízo; Marina Silva, experiente depois de duas campanhas presidenciais, manteve-se no tema do desemprego; Álvaro Dias bateu quase que unicamente na tecla de fazer de Moro ministro da Justiça; o Cabo Daciolo, ex-PSOL, dividiu com com Bolsonaro o discurso da extrema-direita com um acento "cristão". Foi um festival de "Deus". Todos os candidatos, à exceção de Boulos e Meirelles, aproveitaram-se descaradamente do sentimento religioso do povo brasileiro.  
Enquanto isso, no debate com Lula, a apresentação do programa de governo e do cenário político do país pós-golpe estiveram no centro das conversas. No debate da Band praticamente ignorou-se o golpe de 2016, exceto por uma menção de Ciro Gomes que defendeu a honestidade de Dilma numa resposta a Bolsonaro. Haddad perguntou: "do que eles têm medo?", referindo-se à proibição da presença de Lula e a veto à sua participação no debate da Band.
Ao final do debate da Band, restou patente que a possibilidade de uma mudança expressiva nas preferências do eleitorado são quase nulas. Não será pelo debate que poderá haver qualquer mudança significativa no cenário. A exclusão de Lula e da coligação PT-PC do B não parece haver resultado em qualquer prejuízo para o ex-presidente e os partidos coligados. Ao contrário, Lula foi o grande vencedor da noite.  

#minisermao (10/08/18)

O segredo do sucesso se esconde em uma aparente contradição: quem quer ganhar perde, quem aceita perder, ganha. É a lógica da cruz e da luz; a cruz sagrada é a nossa luz. Jesus disse: "Se alguém carrega a cruz e me segue, vai ganhar a vida eterna, mas se alguém se apega a sua vida, vai perder. É preciso abrir a mão, abrir os olhos, abrir o coração, para ganhar a vida, ganhar o coração do irmão, ganhar o céu. Se alguém fecha sua mão, fecha sua mente e fecha seu coração, vai começar um inferno aqui na terra. (Jo 12,24-26).
Pe. Joãozinho, scj.

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da 18ª Semana do Tempo Comum - Sexta-feira

Hoje a Igreja celebra a Festa de São Lourenço, Diácono e Mártir.

Evangelho (Jo 12,24-26)

Se alguém me serve, meu Pai o honrará.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 12,24-26.

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: "Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto.
Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:

DA MORTE BROTA A VIDA - Ao celebrarmos a memória do mártir São Lourenço, somos conduzidos a refletir sua vivência da fé, que, testemunhando a Cristo com ousadia, foi conduzido ao martírio. No Evangelho, vemos a imagem da semente que deve morrer para produzir frutos. Dessa forma, o cristão possui em si a semente da eternidade, e que só alcançando-a quando cair por terra. Com o testemunho de Lourenço, ao mesmo tempo que ele alcança a coroa da vitória, deixa para nós, que ainda peregrinamos, o exemplo de que a salvação está na fidelidade ao Evangelho, mesmo que nos seja retirada a vida.

09 agosto 2018

Ó Senhor, criai em mim um coração que seja puro!

Três em cada 10 são analfabetos funcionais no país, aponta estudo

Grupo têm muita dificuldade de entender e se expressar por meio de letras e números em situações cotidianas, como fazer contas de uma pequena compra.
São Paulo – Os preços das ervas, temperos, cebolas e limões na barraca da feirante Onorina Quixobeira da Silva, de 62 anos, são redondinhos: R$ 1, R$ 2, R$ 3, e por aí vai. Nada de centavos. Quanto menos números, melhor. É contando nos dedos que sai o troco do freguês. Só assim ela consegue identificar o que está nas cédulas e fazer a venda correta. “Muitas vezes me atrapalho e tenho de começar a contar de novo”, conta ela.
Três em cada dez jovens e adultos de 15 a 64 anos no país – 29% do total, o equivalente a cerca de 38 milhões de pessoas – são considerados analfabetos funcionais. Esse grupo têm muita dificuldade de entender e se expressar por meio de letras e números em situações cotidianas, como fazer contas de uma pequena compra ou identificar as principais informações em um cartaz de vacinação. Há dez anos, a taxa de brasileiros nessa situação está estagnada, como mostram os dados do Indicador do Alfabetismo Funcional (Inaf) 2018.
O estudo, feito pelo Ibope Inteligência, é desenvolvido pela ONG Ação Educativa e pelo Instituto Paulo Montenegro. Nessa faixa de 29% de brasileiros classificados nos níveis mais baixos de proficiência em leitura e escrita, há 8% de analfabetos absolutos (quem não consegue ler palavras e frases). Os outros 21% estão no nível considerado rudimentar (não localizam informações em um calendário, por exemplo).
Em 2009, 27% dos brasileiros eram considerados analfabetos funcionais – o índice se repetiu em 2011 e 2015, últimos anos em que o Inaf foi divulgado. Apesar do pequeno aumento no período (de 27% para 29%), estatisticamente o movimento é de estabilidade, segundo os autores do estudo, uma vez que a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos porcentuais. Para o trabalho, foram entrevistadas 2.002 pessoas entre 15 e 64 anos, de zonas urbanas e rurais, distribuídas proporcionalmente em todas as regiões do País.
Diferentemente de outras pesquisas que medem o analfabetismo, a equipe do Inaf faz entrevistas domiciliares e aplica um teste específico, com questões que envolvem a leitura e interpretação de textos do cotidiano (bilhetes, notícias, gráficos, mapas, anúncios, etc) e classifica a habilidade em cinco níveis de proficiência.
A taxa analfabetismo calculada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por exemplo, mostra estagnação do analfabetismo absoluto no País, com 7% das pessoas (11, 5 milhões) acima de 15 anos sem saber ler ou escrever.
"O indicador tem como objetivo medir o quanto o brasileiro consegue entender e se fazer entendido em uma sociedade letrada. Infelizmente, estamos estagnados há muitos anos em patamar muito preocupante", diz Ana Lucia Lima, coordenadora do Inaf. Sobre os analfabetos absolutos, a variação entre 2015 e este ano é de 4 para 8 – não é possível determinar que houve aumento, dizem os autores, por estar no limite da margem de erro. Mas indica que a curva não é mais de queda nesse grupo.
"Vemos uma mudança nessa tendência, o que é coerente com a queda de investimentos que tivemos no País nos últimos anos na alfabetização de adultos", afirma Roberto Catelli Júnior, da Ação Educativa. O Plano Nacional de Educação, de 2014, prevê erradicar o analfabetismo absoluto até 2024.
Gerações
A feirante Onorina, que começou a trabalhar na roça aos 9 anos, em Maceió, teve de abandonar a sala de aula na 4.ª série para ajudar nas finanças de casa. "Lá não tinha água nem energia elétrica".
Em São Paulo, teve cinco filhos. Todos terminaram o ensino médio. Na feira, um deles ajuda Onorina com o controle do caixa. Outros três cursaram Direito, Enfermagem e Física e trabalham nas respectivas áreas. "Minha filha só conseguiu ir para a faculdade porque teve bolsa", diz ela, que chegou a pedir dinheiro na rua para comprar comida para a família.
Desde 2001, ano em que começou o Inaf, o total de brasileiros de 15 a 64 anos que chegaram ao ensino médio aumentou de 24% para 40%, e ao ensino superior, de 8% para 17%.
Apesar de a população ter mais anos de estudo, o índice daqueles plenamente capazes de se comunicar pela linguagem escrita segue igual, com só 12% no nível proficiente (o mais alto). Entre os que terminaram o ensino médio, 13% são analfabetos funcionais e, dos que têm ensino superior, 4%.
A pesquisa mostra ainda avanço tímido na redução de analfabetos funcionais entre os jovens. Na faixa de 15 a 24 anos, os resultados são melhores, com 12% de analfabetos funcionais. "Há melhora, mas ainda não pode ser comemorada porque só 16% terminam os estudos com a plena capacidade de se comunicar", alerta Ana Lucia Lima.
MEC
O Ministério da Educação (MEC) informou, em nota, que só pode avaliar estudos do governo federal. Disse ainda que a Educação de Jovens e Adultos (EJA) faz parte do ensino básico e, portanto, é de responsabilidade dos Estados e Municípios, cabendo à pasta somente fornecer “apoio suplementar” à alfabetização.
Destacou também programas de apoio ao EJA, como o Brasil Alfabetizado e o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), destinado a jovens de 18 a 29 anos que não conseguiram terminar a escolarização no tempo adequado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.