20 fevereiro 2017

HOMILIA DIÁRIA

Jesus vem em socorro da nossa falta de fé!
Precisamos deixar que a fé conduza nossos passos
"Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé" (Mc 9,24).
É a súplica de um pai que precisa muito da cura do seu filho, que tem um espírito mudo, o qual o atormenta desde criança. Quanta coisa já aconteceu com esse menino por causa desse espírito que está agindo nele!
Os discípulos foram e não souberam lidar com essa situação, e isso causou um incômodo em Jesus, porque parece que eles não aprenderam nada. Quando demonstramos incredulidade, não sabendo usar a nossa fé ou não a usamos como graça maior que temos de Deus, estamos desperdiçando a ação d'Ele em nossa vida.
Esse pai vai pedir, por favor, que o Senhor tenha piedade e o ajude. Jesus diz: "Tudo é possível para quem tem fé", e a resposta do pai é: "Senhor, eu tenho fé, mas me ajuda, porque minha fé é pouca, fraca, ainda não é suficiente".
Que sinceridade desse pai! Ele crê em Jesus, sabe o que Ele pode, mas ainda não tem uma fé tamanha para alcançar a graça ou aquilo que ele está precisando em favor do seu filho. É isso que Deus está querendo nos dizer hoje.
A fé tudo pode, e precisamos viver dela, precisamos deixar que ela nos guie, conduza os nossos passos. Quando nos desesperamos diante de qualquer situação, é sinal de que a fé está em baixa, escondida ou foi jogada fora.
Por mais que seja calamitosa, por mais que seja difícil qualquer situação, não podemos deixar que o desespero tome conta do nosso coração nem comande nosso atos e atitudes. Precisamos deixar que a fé grite em nós.
Pode ser que a nossa fé esteja abalada, fraca, por isso não conseguimos nos expressar, mas podemos dizer como esse pai disse: "Senhor, ajude-me, socorre a minha falta de fé, minha fraqueza, a minha pouca fé. Eu creio, Senhor, e como eu preciso do teu socorro para a minha fé!".
Jesus vem em socorro a nossa falta de fé, a nossa fraqueza, ele vem para alimentar nossa fé, para tirar todos os espíritos impuros que nos deixam mudos, que nos permitem falar demais, falar o que não deve ou o que não convém. Não podemos deixar reinar em nós os espíritos impuros, precisamos pela fé expulsar da nossa vida aquilo que não é do Senhor.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

Meditando o Evangelho do dia - 2ª-feira da 7ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mc 9,14-29)
'Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé.'
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 9,14-29.

Naquele tempo, descendo Jesus do monte com Pedro, Tiago e João e chegando perto dos outros discípulos, viram que estavam rodeados por uma grande multidão. Alguns mestres da Lei estavam discutindo com eles.
Logo que a multidão viu Jesus, ficou surpresa e correu para saudá-lo. Jesus perguntou aos discípulos: "Que discutis com eles?" Alguém na multidão respondeu: "Mestre, eu trouxe a ti meu filho que tem um espírito mudo. Cada vez que o espírito o ataca, joga-o no chão e ele começa a espumar, range os dentes e fica completamente rijo. Eu pedi aos teus discípulos para expulsarem o espírito, mas eles não conseguiram".
Jesus disse: Ó geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando terei de suportar-vos? Trazei aqui o menino". E levaram-lhe o menino. Quando o espírito viu Jesus, sacudiu violentamente o menino, que caiu no chão e começou a rolar e a espumar pela boca.
Jesus perguntou ao pai: "Desde quando ele está assim?" O pai respondeu: "Desde criança. E muitas vezes, o espírito já o lançou no fogo e na água para matá-lo. Se podes fazer alguma coisa, tem piedade de nós e ajuda-nos".
Jesus disse: "Se podes!... Tudo é possível para quem tem fé". O pai do menino disse em alta voz: "Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé". Jesus viu que a multidão acorria para junto dele. Então ordenou ao espírito impuro: "Espírito mudo e surdo, eu te ordeno que saias do menino e nunca mais entres nele".
O espírito sacudiu o menino com violência, deu um grito e saiu. O menino ficou como morto, e por isso todos diziam: "Ele morreu!" Mas Jesus pegou a mão do menino, levantou-o e o menino ficou de pé.
Depois que Jesus entrou em casa, os discípulos lhe perguntaram a sós: "Por que nós não conseguimos expulsar o espírito?" Jesus respondeu: "Essa espécie de demônios não pode ser expulsa de nenhum modo, a não ser pela oração".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Mc 9, 14-29
Todos nós queremos dar soluções rápidas para todos os problemas e, por isso, podemos ser surpreendidos porque não conseguimos revolvê-los de forma satisfatória ou eles voltam a acontecer. Isso acontece principalmente porque não paramos para refletir sobre o problema e não buscamos todos os meios necessários para a sua superação. Jesus, antes de realizar o exorcismo, conversou com o pai da criança e exigiu dele uma postura de fé. Depois, chamou a atenção dos discípulos sobre a necessidade da oração. Devemos conhecer profundamente os desafios que nos são colocados no trabalho evangelizador e nos preparar em todos os sentidos para a sua superação.

Brasil terá, com Temer, a pior aposentadoria do mundo

 
Se Michel temer conseguir aprovar sua reforma da Previdência nos termos atuais, o Brasil entre os países com regras mais rígidas para aposentadoria. Pela proposta do governo, quem contribuir por menos de 25 anos não terá direito a se aposentar mesmo que alcance a idade de 65 anos. A justificativa do governo para a reforma é o aumento da proporção de idosos em relação à de jovens. No entanto, mesmo países que já passaram por essa transição demográfica têm regras mais flexíveis. Na OCDE, grupo dos países mais desenvolvidos do mundo, um trabalhador consegue o benefício integral após contribuir em média por 44 anos. O que, no Brasil, só passaria a ser possível após 49 anos. O tempo mínimo para ter acesso a algum percentual da aposentadoria também é menor. Na Alemanha, por exemplo, são exigidos cinco anos e nos Estados Unidos, dez.
"Hoje, brasileiros se aposentam após contribuir por 30 anos (mulheres) ou 35 anos (homens). Quem não consegue atingir essa regra pode se aposentar por idade (mulheres de 60 anos e homens de 65 anos), desde que tenha contribuído por 15 anos.
'Exigir um mínimo de 25 anos de contribuição é muito rígido. Se você contribuir por 20 anos e não ganhar nada, isso quer dizer que todas as suas contribuições foram puramente impostos', diz Hervé Boulhol, responsável pela área de aposentadoria da OCDE.
'Você deveria poder receber algo proporcional ao seu tempo de contribuição.'
'O risco que corremos em diminuir esse tempo mínimo é não ter uma redução da taxa de reposição', diz Luis Eduardo Afonso, professor da USP especialista em Previdência Social".

Senado e Câmara devem blindar alvos da Lava Jato

 
Prestes a ser atingido pelo tsunami de acusações das delações da Odebrecht, o Congresso prepara uma blindagem interna para preservar senadores e deputados ameaçados pela Lava Jato. O front agora são os conselhos de ética das duas Casas, que são espécie de "tribunais" legislativos, responsáveis por recomendar ao plenário a cassação ou não do mandato de um deputado ou de um senador pela chamada quebra do decoro parlamentar. Os congressistas agora concentram esforços para atuar nos conselhos e restringir, por lá, o impacto das delações. 
"Tanto o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quanto o do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), são citados na delação da Odebrecht. Os dois políticos negam irregularidade.
Os conselhos de ética da Câmara e do Senado terão suas novas composições definidas após o Carnaval.
O do Senado é composto por 15 parlamentares e deve ser comandado pela sexta vez por João Alberto Souza (PMDB-MA), ligado ao ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB-AP).
Já o Conselho de Ética da Câmara é composto por 21 deputados. Assim como no Senado, o colegiado terá novos integrantes indicados pelos partidos após o Carnaval e, depois disso, os indicados elegem o presidente".

Temer ataca os três pilares da soberania nacional

 
O que transforma um país numa potência? A literatura geopolítica, em geral, aponta três fatores: poderio militar, segurança alimentar e segurança energética.
Os Estados Unidos, por exemplo, são a maior potência militar do planeta e grandes produtores de alimentos. Não são autossuficientes em petróleo, mas exercem influência decisiva sobre o Oriente Médio, a custa de guerras e intervenções políticas. Recentemente, uma novo caminho começou a ser explorado, com as explorações do gás de xisto.
A Rússia, por sua vez, concentra os três elementos: controla um arsenal atômico, algumas das maiores reservas de óleo e gás do mundo e também possui forte superávit alimentar.
A China, das três grandes potências, é a mais frágil, uma vez que é grande importadora de petróleo e alimentos.
Aspirante a potência, o Brasil, há muitos anos um gigante agrícola, vinha trilhando um caminho alternativo na era Lula-Dilma. Com as descobertas do pré-sal, o País trocou o modelo de concessão pelo de partilha, uma vez que o risco exploratório já havia sido mitigado pelas pesquisas da Petrobras em águas profundas. No campo militar, a renovação dos caças da Força Aérea e o projeto do submarino nuclear ajudariam a patrulhar as reservas nacionais de óleo e gás. Além disso, outra conquista importante foi a expansão das fronteiras marítimas do País, com a chamada "Amazônia azul".
Com o golpe parlamentar de 2016, no entanto, tudo mudou. A primeira vítima foi o pré-sal e Temer conseguiu aprovar o projeto de José Serra para abrir as reservas a empresas estrangeiras, como havia sido prometido pelo atual chanceler à petroleira americana Chevron. Em breve, nos próximos leilões, a Petrobras de Pedro Parente, embora tenha direito de preferência, deverá demonstrar desinteresse. Até porque já fez acordos para se desfazer de gigantescos campos de petróleo com as empresas francesa Total e norueguesa Statoil.
No campo militar, o submarino nuclear foi abatido pela Lava Jato, que teve como dois de seus alvos a Odebrecht e o almirante Othon Pinheiro, responsável pela condução do projeto. Além disso, há rumores de que o governo pretenda trocar os caças Gripen, que transferem tecnologia ao Brasil, pelos caças americanos F-16.
O ataque mais recente se dá no agronegócio, onde Temer pretende permitir, por medida provisória, que estrangeiros tenham até 100 mil hectares no Brasil. No mundo de hoje, terras aráveis são um dos bens mais escassos do planeta e Temer pretende colocar o Brasil em leilão, o que também pressionará o consumo de outros recursos naturais – raros no mundo e a abundantes no Brasil – como a água.
Temer vai tocando essa agenda sem sequer ligar para a opinião pública. Pesquisas recentes já indicaram que os brasileiros são contra a abertura do pré-sal. Outro levantamento apontou que Temer é reprovado por 66,6% dos brasileiros, mas ele se considera legítimo para fazer o que bem entende.
Coincidência ou não, o general Eduardo Villa Bôas, chefe das Forças-Armadas, onde ainda existe um pensamento nacional, disse, neste fim de semana, que o Brasil está "à deriva", sem projeto e sem saber o que pretende ser. Os militares, claro, são contra o abandono do submarino nuclear e também contra a venda de terras para estrangeiros, mas ainda não reagiram à destruição da era Temer.

19 fevereiro 2017

Homilia Diária

Amar o inimigo é dar Deus a ele!
O melhor de nós é a graça de Deus que está em nós, é o Deus que recebemos...
"Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem!" (Mt 5, 44).
Precisamos aprender a medida do amor de Deus. Qual é essa medida? É o amor sem medidas, que se supera, que não para nos ressentimentos, nas mágoas e nos entraves da vida.
A Palavra de Deus hoje nos diz que é muito simples, não precisa ser cristão para amar as pessoas que nos querem bem, é mais simples pra nós amar as pessoas que são mais afetuosas, que falam bem de nós, que fazem bem ao nosso ego, que faz bem a nossa vida.
O desafio é amar quem nos desafia, quem desafia o nosso próprio ser. O desafio é amar quem nos prejudicou, quem nos magoou, quem não nos quer bem, quem falou mal de nós, porque o amor deve ser para todos. Posso até ter um amor mais afetuoso, a quem eu tenho afeto, Jesus tinha, e não há problema nenhum nisto, o que pode é viver o desamor com ninguém.
Jesus está nos ensinando hoje como devemos amar os nossos inimigos, aqueles que não nos fazem bem ou nos perseguem. Você pode dizer: "Eu não tenho inimigos", mas há pessoas que você não tem relações amigáveis, às vezes nos querem mal, nos prejudicam, falam mal de nós.
Como lidar com essas situações? A resposta concreta é dar a elas o melhor de nós. E o que é o melhor de nós? Temos virtudes, qualidades, e elas não são o melhor de nós; o melhor de nós é a graça de Deus que está em nós, é o Deus que recebemos, e é isso que devemos dar para o outro.
Damos Deus às pessoas quando elas dizem "eu preciso muito de Deus", então, rezamos por elas, suplicamos que a graça que está em nós seja comunicada a tais pessoas, é isso que devemos fazer.
Se oramos pelos nossos, pedimos para que Deus os abençoe, não podemos dar outra coisa para aquele que não nos querem bem. Precisamos dar Deus a eles, porque isso vai nos fazer bem. Quando damos Deus ao outro, o Senhor permanece em nós, quebra em nós o ranço, o rancor, o mal estar que muitas vezes fica dentro de nós pelo mal que o outro nos faz, e assim o desmontamos.
Quem nos faz mal pensa, muitas vezes, que vamos reagir de uma forma negativa; ao contrário, respondamos com amor e graça de Deus.
O que o Senhor nos ensina é amarmos com amor sem medida, e se nos faltam forças humanas, que Deus nos dê a graça do Seu amor para amarmos como Ele nos ama, e que Seu amor esteja em nós, porque é assim que devemos amar uns aos outros. É isso que Ele quer e nos ensina a viver.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo

Pense nisso!

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: "Vós ouvistes o que foi dito: 'Olho por olho e dente por dente!' Eu, porém, vos digo: Não enfrenteis quem é malvado...

Meditando o Evangelho do dia - 7º Domingo do Tempo Comum

Evangelho (Mt 5,38-48)
Amai os vossos inimigos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5,38-48.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: "Vós ouvistes o que foi dito: 'Olho por olho e dente por dente!' Eu, porém, vos digo: Não enfrenteis quem é malvado! Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face direita, oferece-lhe também a esquerda!
Se alguém quiser abrir um processo para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto! Se alguém te forçar a andar um quilômetro, caminha dois com ele! Dá a quem te pedir e não vires as costas a quem te pede emprestado. Vós ouvistes o que foi dito: 'Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!' Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem! Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons, e faz cair a chuva sobre justos e injustos. Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa? E se saudais somente os vossos irmãos, o que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? 48Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito!"
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Gaspari fura bloqueio e avisa: a jararaca engordou

 
 O fato político da última semana, como todos sabem, foi a pesquisa CNT/MDA, que além de comprovar a péssima imagem de Michel Temer, a degeneração do golpe e o estrago em todos os atores que a ele se associaram, revelou a disparada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em todos os cenários. Além de liderar a disputa com 30,5% no primeiro turno, Lula venceria todos os adversários, com facilidade, num segundo turno.
Essa pesquisa, que também demonstrou o fracasso da mídia tradicional em destruir a imagem de Lula, foi omitida pelos jornais que, ou a esconderam num rodapé, ou simplesmente não a publicaram (leia mais aqui).
PUBLICIDADE
No entanto, o bloqueio foi furado neste domingo pelo colunista Elio Gaspari, no artigo A jararaca está viva e engordou. "Na resposta espontânea, mais da metade dos entrevistados declarara-se indecisa, o que reduz o peso dessas percentagens. Na pesquisa induzida, quando o entrevistado deve escolher um nome numa lista de seis, Lula repetiu o desempenho. Foi de 24,8% para 30,5%. Todos os outros mandarins caíram, salvo Bolsonaro, que saltou de 6,5% para 11,3%", diz ele. "Apesar da exposição que seus cargos lhes dá, Michel Temer, Aécio Neves e Geraldo Alckmin estão derretendo."
Segundo Gaspari, "as artes do Planalto levaram para 62% o índice de desaprovação de um governo que vive num mundo de trapalhadas, fantasias e marquetagens".
Ele afirma ainda que "a jararaca engordou e dificilmente o risco Lula será liquidado pela Lava Jato".
"Primeiro porque não será fácil torná-lo inelegível, com uma condenação de segunda instância, antes do pleito do ano que vem. Mesmo que isso aconteça, Lula poderá tirar um poste da manga", afirma. "A jararaca está viva, engordou e arma o bote".

Doria brincou de gari, mas sua gestão varre menos

ARANTES_FABIO 
O prefeito de São Paulo, João Doria, do PSDB, iniciou sua gestão vestindo-se de gari, repetiu a dose em algumas outras ocasiões e adotou o marketing exacerbado como sua principal ferramenta administrativa.
No entanto, a sua prefeitura varre manos do que a do antecessor Fernando Haddad, do PT. "Em janeiro, foram varridas das ruas e recolhidas das lixeiras 7.732 toneladas de lixo, queda de 3,4% (ou cerca de 270 toneladas) em relação ao mesmo período do ano passado. Em janeiro de 2016, foram 8.000 toneladas", segundo reportagem dos jornalistas Arthur Rodrigues e Leandro Machado.
Doria alega que a população paulistana pode estar produzindo menos lixo, mas a explicação é contestada por especialistas. 
Para o presidente do sindicato que representa os garis (Siemaco), José Moacyr Pereira, as ações de Doria têm pouco efeito prático. "A limpeza urbana vem sofrendo cortes no orçamento não é de hoje", afirma. Ele diz ainda que não adianta "fazer marketing" e condena o corte nos contratos de varrição, que diminuem o número de garis em atividade.

18 fevereiro 2017

Deus seja Louvado para sempre!

Choveu forte em Caicó; Chuva de 200mm foi registrado na Zona Rural do Município:
No Bairro Walfredo Gurgel, na residência de Marcelo, (Rua Pedro Diniz), choveu 124mm;
No sítio Lagoa do Meio, zona rural de Caicó, choveu mais de 200 milímetros e os açudes estão todos transbordando;
No Bairro Santa Costa, zona leste de Caicó, choveu 75mm;
Bairro Castelo Branco, choveu 98mm;
Sítio Barra da Espingarda, 60mm;
Bairro Samanaú, 82mm;
Sitio Barra da Espingarda (Caicó) 50mm;
Bairro Soledade (Caicó) 128mm;
Sítio Oiticicas (Caicó) 180mm;
Perímetro Irrigado (Sabugi) 148mm;
Sítio Riacho do Piató (Caicó) 130mm;
Sitio Maravilha (Caicó) 120mm;
Bairro IPE (Caicó) 78mm;
Presídio Pereirão (Caicó) 55mm;
Sítio Quixeré (São João do Sabugi) 110mm;
Sítio Mossoró (São João do Sabugi) 105mm;
Bairro Vila do Príncipe (Caicó) 90mm;
Rádio Vale no conjunto Cohab (Apodi) 130mm;
Sítio Córrego (Apodi) 162mm;

Jardim de Piranhas 62mm.

COMUNICADO

A Paróquia de Nossa Senhora dos Aflitos comunica a todos os pais e padrinhos de batismo, que neste domingo, dia 19 de fevereiro, os batizados começarão PONTUALMENTE às 8 horas, em virtude de realização de evento da RCC na Igreja Matriz. Agradecemos antecipadamente a compreensão de todos.

Ensinamentos do Papa Francisco!

Card. Baldisseri: necessária maior preparação ao matrimônio!
Cidade do Vaticano (RV) – É necessário dar vida a "um novo catecumenato em preparação ao matrimônio", como antídoto ao multiplicar-se de celebrações do Sacramento "nulas ou inconsistentes".
A proposta formulada em 21 de janeiro pelo Papa Francisco durante a audiência ao Tribunal da Rota Romana, foi retomada e relançada nos dias passados pelo Cardeal Lorenzo Baldisseri em Terni, Itália, durante um encontro sobre a Amoris laetitia, realizado no âmbito das celebrações de São Valentim.
Para apresentar os conteúdos da Exortação Apostólica, o Secretário Geral do Sínodo dos Bispos escolheu uma chave de leitura (sintetizada no tema da conferência "Chamados à alegria do amor") particularmente pertinente à experiência dos casais que se preparam para celebrar o matrimônio.
Uma experiência – recordou o Cardeal – que conduz os jovens a compreender melhor "a beleza do projeto que são chamados a realizar com alegria e humildade, conscientes da sua fragilidade e confiantes no poder da graça que os acompanha e sustenta".
Não por acaso, após um meticuloso exame de algumas seções do documento, Baldisseri insistiu, em modo particular, no conteúdo do Capítulo 6, onde são oferecidas aos noivos indicações úteis para "aproximarem-se ao grande mistério do amor conjugal e familiar".
Especificamente, a atenção do purpurado é dirigida aos itinerários de acompanhamento para o matrimônio, animados pela comunidade cristã. Com a recomendação de não limitar-se a "uma série de encontros temáticos onde a preocupação que prevalece é a de comunicar noções, dar sugestões, fornecer indicações", mas sim, de realizar "um caminho de autêntica iniciação ao Sacramento do Matrimônio, cuja preparação poderia consistir em encontros entre famílias missionárias e jovens casais, para a troca de ideias e vivência de experiências".
Da vivência com outros casais e com agentes pastorais, nascem sustento e enriquecimento recíproco, mas – advertiu o Cardeal – podem emergir também "divergências que às vezes dizem respeito à questões de fundo: por exemplo, sobre o modo de entender o projeto de vida comum, as perspectivas de trabalho, a educação dos filhos, a relação com os parentes do (a) parceiro (a)".
Deve ser levada em consideração, portanto, a possibilidade de se "dar conta de que não é razoável insistir naquela relação" e "estar prontos, até mesmo, em adiar as núpcias", quando viessem à tona "pontos não suficientemente aprofundados dentro do casal".
Em substância, é importante que os noivos compreendam que "o sentimento amoroso e a atração" não são suficientes para superar os obstáculos. E "nesta missão delicada, desempenham um papel fundamental os sacerdotes, especialmente no momento em que encontram juntos e individualmente" os casais.
Deles se espera "uma pedagogia do amor" que "que leve efetivamente em consideração os jovens de hoje" e ofereça também "pontos de referência precisos e concretos, aos quais se possa recorrer nos momentos mais difíceis, como lugares, pessoas, consultores e casas abertas".
Nasce precisamente da exigência de "tornar sempre mais eficazes os itinerários" formativos, a proposta de fazê-los tornar "parte integrante de todo o procedimento sacramental matrimonial", assim como ocorre no Batismo de adultos, no qual "o catecumenato é parte do processo sacramental".
Um desejo expresso pelos Padres sinodais e reiterado pelo Pontífice no recente discurso à Rota Romana, junto ao convite para "acompanhar os jovens esposos nos primeiros anos de vida conjugal", para evitar que abandonem a vida comunitária cristã e enfrentem sozinhos os primeiros importantes desdobramentos da experiência familiar, como o nascimento dos filhos.
Ao concluir, o Secretário Geral do Sínodo dos Bispos confirmou a "acolhida muito positiva" e "o amplo consenso" que a Amoris laetitia suscitou na Igreja em todo o mundo, sobretudo pela sua "capacidade de resposta às expectativas presentes no coração do homem". E destacou a ligação entre a Exortação Apostólica e o próximo Sínodo dos Bispos programado para outubro de 2018 sobre o tema: "Os jovens, a fé e o discernimento vocacional". Uma ligação construída na íntima "correlação entre jovens, escolhas vocacionais e família", que o purpurado descreveu recorrendo a três palavras-chaves contidas no documento pós-sinodal: "alegria, discernimento, acompanhamento".
(L'Osservatore Romano – JE)

Deus seja Louvado para sempre!

O açude Itans em Caicó, neste sábado (18) amanheceu assim.
Em uma semana já aumentou 1 metro e 16 cm no seu volume. 
Devagarinho chega lá.

Paróquia de Nossa Senhora dos Aflitos - Jardim de Piranhas

Programação do final de semana (18 e 19/02/2017) da Paróquia de Nossa Senhora dos Aflitos:
Sábado, às 18h, catequese de adultos na Casa de Catequeses;
Às 19h, Missa na Capela de Nossa Senhora do Rosário.
Domingo, às 7h e às 19h, Missa na matriz;
Às 8h, batizados na matriz;
Às 9h, Missa na Capela de Santa Cecília.
Celebrante: Pe. Edson Medeiros de Araújo

Meditando o Evangelho do dia - Sábado da 6ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mc 9,2-13)
Transfigurou-se diante deles.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 9,2-13.

Naquele tempo, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, e os levou sozinhos a um lugar à parte sobre uma alta montanha. E transfigurou-se diante deles. Suas roupas ficaram brilhantes e tão brancas como nenhuma lavadeira sobre a terra poderia alvejar. Apareceram-lhe Elias e Moisés, e estavam conversando com Jesus. Então Pedro tomou a palavra e disse a Jesus: "Mestre, é bom ficarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias". Pedro não sabia o que dizer, pois estavam todos com muito medo. Então desceu uma nuvem e os encobriu com sua sombra. E da nuvem saiu uma voz: “Este é o meu Filho amado. Escutai o que ele diz!" E, de repente, olhando em volta, não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus com eles. Ao descerem da montanha, Jesus ordenou que não contassem a ninguém o que tinham visto, até que o Filho do Homem tivesse ressuscitado dos mortos. Eles observavam esta ordem, mas comentavam entre si o que queria dizer "ressuscitar dos mortos". Os três discípulos perguntaram a Jesus: "Por que os mestres da Lei dizem que antes deve vir Elias?" Jesus respondeu: "De fato, antes vem Elias, para pôr tudo em ordem. Mas, como dizem as Escrituras, que o Filho do Homem deve sofrer muito e ser rejeitado? Eu, porém, vos digo: Elias já veio, e fizeram com ele tudo o que quiseram, exatamente como as Escrituras falaram a respeito dele".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Mc 9, 2-13
A transfiguração nos mostra que Jesus, verdadeiro homem, vive todas as dimensões da existência humana, ou seja, da glória até o sofrimento e a morte. No alto do Monte Tabor, a sua glória torna-se manifesta, porém Jesus está diante de Moisés e Elias, ou seja, diante de todas as profecias que foram feitas em relação a ele, principalmente as que se referem à sua morte e ressurreição. E Jesus nos mostra que a verdadeira realização humana encontra-se em fazer a vontade de Deus, ou seja, amar até o fim. A morte de cruz foi colocada pelos homens como condição para que Jesus amasse até o fim, e Jesus não fugiu do seu compromisso, nos mostrando que é perfeitamente possível cumprir a vontade do Pai até o fim.

Freire, o ministro arcaico, tem que ser demitido

Ser ou não ser investigado na Lava Jato, ser réu ou não no STF, não pode ser o único critério para um ministro ser demitido.
A cena lamentável e vexatória protagonizada hoje, em São Paulo, pelo ministro da Cultura, Roberto Freire tinha que merecer demissão por justa causa.
Ministro da Cultura não pode agredir publicamente o maior escritor brasileiro vivo tratando-o por "adversário" e não pelo epíteto adequado a um agraciado com o maior galardão da Literatura luso-brasileira, justamente na cerimônia de entrega do Prêmio Camões, com a presença de escritores, poetas e filósofos e do embaixador de Portugal.
Ministro da Cultura que ofende uma das maiores expressões da Cultura brasileira não pode continuar ministro.
O dia era de Raduan Nassar, gênio da raça que com apenas dois títulos – "Lavoura arcaica" e "Um copo de cólera" – graças a um estilo inventado por ele e uma escrita que explora as profundezas da alma humana ocupa um lugar equivalente aos maiores escritores de todos os tempos, não só do Brasil ou de Portugal, mas do mundo.
Em vez de exaltar a qualidade da obra e do autor, Freire ocupou-se em rebater o discurso de Raduan, de conteúdo eminentemente político, mas que em momento algum o agrediu.
"É um adversário recebendo um prêmio de um governo que ele considera ilegítimo" disse Freire, omitindo que o governo brasileiro que o premiou foi o da presidente Dilma, em 2016 e exalando rancor, como a sugerir que ele deveria devolver os 100 mil euros, 50% dos quais bancados pelo governo português e 50% pelo brasileiro.
"Permitimos que o agraciado dissesse o que quisesse e imaginasse" insistiu o ministro na grosseria, sem se dar conta que o verbo "permitir" não se coaduna com o regime democrático, no qual ninguém precisa "permitir" que alguém opine sobre alguma coisa.
Às suas palavras – um explícito atentado à cultura e à civilidade – a plateia respondeu com sonoras vaias, gritos de "Fora Temer" e observações de que o ministro não estava à altura do evento, do poeta Augusto Massi, a quem Freire qualificou de "idiota", outra palavra frequente em seu limitado vocabulário.
Não é a primeira vez em que Roberto Freire dá mostras de descontrole e truculência, como testemunham seus ex-companheiros do PCB, partido que presidiu e depois destruiu, erguendo em seu lugar uma coisa indefinida e amorfa chamada PPS (Partido Popular Socialista), que não é popular e muito menos socialista.
Não é também a primeira vez em que revela seu desconhecimento do que é democracia, como demonstrou com seu comportamento durante o processo de impeachment, aderindo ao grupo golpista liderado por Eduardo Cunha, Michel Temer, Romero Jucá, Aécio Neves, Jair Bolsonaro e outros representantes do obscurantismo.
Ele foi o responsável pelo vexame internacional, totalmente premeditado por ele. Tanto é que inverteu a ordem natural dos discursos, cometendo a descortesia de impedir o premiado de ser o último a falar, como é a praxe em eventos desse tipo.
Elefante em loja de louças, ao se empenhar em desmentir que faça parte de um governo golpista deu um tiro no pé, confirmando a natureza ilegítima de um governo no qual, por consequência, todos os ministros, como ele, também o são.
Demiti-lo é um favor que Temer faria à Cultura, ao seu governo e a todos os brasileiros, já que está decidido a produzir uma agenda positiva.
Livrar-se de um ministro arrogante, inculto e sem noção de decoro seria uma atitude de respeito para com o governo português e para com o poeta Luis Vaz de Camões.

MP de Temer para venda de terras contraria militares, que veem Brasil à deriva

 
Na contramão da opinião de parte das Forças Armadas, o governo Michel Temer estuda publicar uma Medida Provisória para regulamentar a venda de terras para estrangeiros.
O objetivo da gestão peemedebista é abrir o mercado rural a investidores de outros países, numa tentativa de reverter a crise econômica.
A pedido da Casa Civil, a Advocacia-Geral da União elaborou nos últimos dias o texto dessa MP, que pode ganhar força imediata de lei se for publicada pelo presidente da República, o que tornaria a medida válida em todo território nacional na mesma data.
O Palácio do Planalto só não bateu o martelo quanto à publicação do texto por conta das pressões exercidas por militares e de negociações com parlamentares da base aliada, que têm sugerido alternativas.
Confira a íntegra da reportagem da CartaCapital, que divulga a íntegra do texto da MP.

Moro nega acesso a doações de empresas a FHC, Sarney e Itamar

 
 O juiz Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 17, um pedido do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, para solicitar a relação de todas as empresas que doaram para os institutos dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Itamar Franco (que morreu em 2011) e José Sarney (PMDB).
"Caberá às entidades em questão atender ou não o requerimento da Defesa acerca desses dados", disse o magistrado em sua decisão. Segundo Moro, "a intimação judicial não seria apropriada, pois seria interpretada como tendo efeito coercitivo, o que representaria igualmente uma quebra de sigilo das entidades sem base indiciária de crimes".
Nesta ação penal, o Ministério Público Federal sustenta que o ex-presidente Lula recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio – de um valor de R$ 87 milhões de corrupção – da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. "A questão é que a denúncia afirma que o pagamento pela OAS das despesas de armazenagem do acervo presidencial na Granero teria sido feito de modo subreptício e faria parte de um acerto de propina. A Defesa nega. Se ocorreu ou não o fato criminoso, isso parece depender de outras provas, não sendo aparentemente de relevância a demonstração de que entidades equivalentes teriam recebido doações empresariais", disse o juiz da Lava Jato.
Moro acatou, por outro lado, o pedido dos defensores de Okamotto para ter acesso aos projetos aprovados pela Lei Rouanet para financiar a conservação dos acervos dos ex-presidentes FHC, Sarney, Fernando Collor e Itamar Franco. O magistrado deu 20 dias para o Ministério da Cultura encaminhar os dados.
Leia a decisão de Sérgio Moro na íntegra.

17 fevereiro 2017

Meditando o Evangelho do dia - Santos Fundadores dos Servitas - 6ª-feira da 6ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mc 8,34–9,1)
Quem perder a sua vida por causa de mim
e do Evangelho, vai salvá-la.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 8,34-9,1.
 
Naquele tempo, chamou Jesus a multidão com seus discípulos e disse: "Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; mas quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho vai salvá-la.
Com efeito, de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro se perde a própria vida? E o que poderia o homem dar em troca da própria vida? Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras diante dessa geração adúltera e pecadora, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória do seu Pai com seus santos anjos". Disse-lhes Jesus: "Em verdade vos digo, alguns dos que aqui estão não morrerão sem antes terem visto o Reino de Deus chegar com poder".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Mc 8, 34 - 9,1
O Evangelho de hoje nos mostra um significado fundamental para entendermos o mistério da cruz. Jesus diz: "renuncie a si mesmo e tome a sua cruz". A cruz significa antes de tudo não ser mais nada para si e ser tudo para os outros. De fato, Jesus no alto da cruz já não tinha nada que fosse seu, a não ser a sua própria vida, e até ela nos é dada conforme ele mesmo nos diz: "Ninguém tira a minha vida, eu a dou livremente". Mas esse fato é o coroamento de toda a vida de Jesus que não se apegou ciosamente à sua condição divina, mas se fez homem, obediente até a morte e morte de cruz, vivendo totalmente para servir ao seu Pai e aos seus irmãos e irmãs, numa total oblação.

Inauguração do Restaurante Popular em Jardim de Piranhas

Hoje em Jardim de Piranhas foi inaugurado o Restaurante Popular pelo o nosso governador Robinson Faria, um pedido da nossa primeira Dama Cristina Áurea à primeira Dama Juliane Faria, aí vem o deputado Vivaldo Costa dizer em redes sociais que foi um pedido dele, deputado todos nós de Jardim de Piranhas sabemos da verdadeira história, nem venha você e nem outro deputado querer ganhar méritos em cima dos outros, Elídio Queiroz, vai ser o melhor prefeito da cidade de Jardim de Piranhas, o mérito é dele também, menos de você, o restaurante que vem beneficiar as pessoas carentes do nosso município, com apenas R$ 1,00, você pode almoçar um delicioso prato de comida. Outra coisa deputado nós temos memória e Jamais nós vamos esquecer o que você disse com o nosso líder maior Elídio Queiroz.
 
 
 
 
 
 
 
 Fotografias de Jael Max

16 fevereiro 2017

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

A Secretaria de Cultura e Turismo de Jardim de Piranhas, vem a público, por meio desta nota, esclarecer a sua posição em relação à matéria que vem circulando nas redes sociais.
No último dia 10/02/2017, com o apoio da Prefeitura Municipal e Secretaria de Cultura e Turismo, foram escolhidos através de concurso o Mister Wanderson Hugo dos Santos e a Miss Yasmim Dantas, portanto não vai ser agora que um forasteiro que só faz tudo por dinheiro e não tem mais nenhuma credibilidade no Estado e nem na região do Seridó, querer tumultuar a nossa escolha, apresentando outra pessoa que sequer temos conhecimento de sua naturalidade. O nosso concurso foi realizado com seriedade. Fiquem tranquilos, a nossa escolha continua firme e forte. O nosso Mister do ano de 2017 é Wanderson Hugo dos Santos, e a nossa Miss do ano de 2017 é Yasmim Dantas.
Atenciosamente,
Jarles Cavalcanti
Secretário de Cultura e Turismo 
Itallo Zidane 
Colunista Social
 
 
 
Fotografias de Jael Max

É hoje e todos estão convidados!

Parabéns e Feliz Aniversário D. Rita!

Mainha querida, minha Mãe, eu dou graças a Deus por sua vida, por ser sua filha e por aprender tanto com seu amor de Mãe. Creio que Deus sempre tem grandes bênçãos para sua vida, pois a senhora tem sido uma mulher fiel, cheia de fé e com o coração repleto de amor.
A senhora tem andado com paciência buscando sempre o melhor para a sua vida. Deus tem guardado seus passos, tem sustentado sua fé e esse amor é repassado. Eu sinto isso porque sou sua filha, sou fruto do seu amor, sou parte da sua história, um pedaço do seu mundo e um sonho que se realizou na sua vida.
Minha Mãe querida, que Deus lhe conserve assim; especial, amiga, Mãe e serva desse Deus que pode todas as coisas. Amo muito a senhora, e não tenho dúvidas de que sua capacidade de ser exemplo de amor continuará vencendo os limites do tempo. Parabéns e Feliz Aniversário para a minha Mãe maravilhosa!
Que o céu cubra a senhora de bênçãos, como recompensa pelo coração bondoso que existe no seu peito! Parabéns, minha Mãe por estes 85 anos de VIDA, parabéns por esta união conjugal de 68 anos, e até hoje eu sinto o tamanho do amor de Deus para a senhora e o meu Pai, que já está com 92 de VIDA, na verdade o que Deus uniu o homem não separa!
Eu tenho duas Joias Preciosas!
Uma Família Unida é uma Família Feliz!
PARABÉNS a senhora é uma Mãe de Ferro!

 
 

Meditando o Evangelho do dia - 5ª feira da 6ª Semana do Tempo Comum

Evangelho (Mc 8,27-33)

Tu és o Messias...
E começou a ensiná-los, dizendo que o Filho do Homem devia sofrer muito.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 8,27-33

Naquele tempo, Jesus partiu com seus discípulos para os povoados de Cesareia de Filipe. No caminho perguntou aos discípulos: "Quem dizem os homens que eu sou?"
Eles responderam: "Alguns dizem que tu és João Batista; outros que és Elias; outros, ainda, que és um dos profetas". Então ele perguntou: "E vós, quem dizeis que eu sou?" Pedro respondeu: "Tu és o Messias".
Jesus proibiu-lhes severamente de falar a alguém a seu respeito. Em seguida, começou a ensiná-los, dizendo que o Filho do Homem devia sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, devia ser morto, e ressuscitar depois de três dias. Ele dizia isso abertamente.
Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo. Jesus voltou-se, olhou para os discípulos e repreendeu a Pedro, dizendo: "Vai para longe de mim, Satanás!" Tu não pensas como Deus, e sim como os homens".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Mc 8, 27-33
A resposta que damos à pergunta que Jesus faz aos discípulos e a cada um de nós no Evangelho de hoje mostra principalmente o significado que ele tem em nossas vidas e exige coerência no relacionamento que nós temos com ele. Para Pedro, Jesus é o Messias, o enviado de Deus, o Ungido, o Salvador, mas Pedro é incoerente no relacionamento, pois não quer submeter-se a ele e aceitar os caminhos da salvação. Assim também acontece conosco: dizemos que Jesus é amor, mas não amamos; que é Deus, mas não o servimos; que é o enviado do Pai, mas não o ouvimos; que é nosso irmão, mas não criamos fraternidade.