20 maio 2017

Aécio diz que entrou com ação para anular eleição "só para encher o saco"

Foto: DIDA SAMPAIO 
Molecagem. Essa foi a explicação do senador afastado Aécio Neves, ex-presidente nacional do PSDB, para a ação movida pelo seu partido no Tribunal Superior Eleitoral, logo depois que ele perdeu a disputa presidencial de 2014.
"Lembra depois da eleição? Os filhas da p… sacanearam tanto a gente, vamos entrar com um negócio aí para encher o saco deles também", disse ele ao empresário Joesley Batista, num dos grampos da Polícia Federal.
A molecagem de Aécio fez com que a economia brasileira afundasse 10% e com que mais de 7 milhões de brasileiros perdessem seus empregos.
O golpismo tucano também arruinou a imagem do Brasil, que passou a ser visto como uma gigantesca república bananeira.
No próximo dia 6 de junho, o TSE retoma o julgamento da ação aberta por Aécio "só para encher o saco".
Abaixo, a informação publicada pela coluna política do Estado:
A ação que pode cassar a chapa Dilma-Temer foi ajuizada pelo PSDB somente para "encher o saco" do PT. Foi o que disse Aécio Neves em conversa gravada por Joesley Batista anexada à sua delação premiada. "Lembra depois da eleição? Os filhas da p… sacanearam tanto a gente, vamos entrar com um negócio aí para encher o saco deles também". O tucano, que assina a ação como presidente do PSDB, diz que Michel Temer pediu que recuasse após o impeachment. "Se eu retirar, não tô nem aí, perco nada, mas o MP assume essa merda".
O processo que pode cassar Temer e punir Dilma vai a julgamento dia 6 no TSE. Ministros avaliam que a delação de Joesley vai influenciar votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário