20 junho 2017

#minisermao (20/06/17)

O amor aos inimigos é amor de verdade, pois nele não há nada de interesse, apenas gratuidade. Aqueles que não podem me retribuir um gesto de ternura de carinho, de compreensão e de perdão são os inimigos, são pessoas que não cultivam nenhuma estima por mim e que nem esperam que eu lhes faça alguma coisa de bem, mas quando eu amo com gestos aqueles que me odeiam, me perseguem este amor cristão é verdadeiro, porque amar é querer o bem do outro e paixão é querer o outro para o seu próprio bem. A paixão tem uma lógica de interesse e de posse; o amor se fundamenta na lógica da gratuidade, da entrega e do dom de si. (Mt 5,43-48)
Pe. Joãozinho, Scj

Nenhum comentário:

Postar um comentário