17 maio 2018

Comece o seu dia mais feliz meditando o Santo Evangelho da Quinta-feira da 7ª semana da Páscoa

Evangelho (Jo 17,20-26)

Para que eles cheguem à unidade perfeita.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 17,20-26.

Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos ao céu e rezou, dizendo: "Pai santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra; para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.
Eu dei-lhes a glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita e o mundo reconheça que tu me enviaste e os amaste, como me amaste a mim. Pai, aqueles que me deste, quero que estejam comigo onde eu estiver, para que eles contemplem a minha glória, glória que tu me deste porque me amaste antes da fundação do universo. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes também conheceram que tu me enviaste.
Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles".
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão sobre o Evangelho:
PERFEITOS NA UNIDADE - A unidade continua a ser a grande prece de Jesus no Evangelho de hoje. É um pedido para que, vivendo a unidade entre os irmãos, testemunhem a unidade que há na Santíssima Trindade. A unidade dos cristãos, ao recordar a unidade da Trindade, faz com que reflitamos sobre a diversidade presente em cada pessoa. Mas aí esta a beleza, pois na diversidade vivida em comunhão, a fé se fortalece, ao passo que a diversidade vivida na desunião pode gerar um empobrecimento e intolerância de nossas vivências de fé. Que aprendamos da Santíssima Trindade a verdadeira vivência da unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário